in

Foto de menino humilde chorando ao lado do pai morto comove o mundo; entenda

BBC News Brasil
Publicidade

Uma família pobre ganhou as manchetes dos principais jornais de todo o mundo. O patriarca morreu em um acidente de trabalho, quando fazia a manutenção em uma rede de esgoto na cidade de Nova Deli, capital da Índia, e o clique da comoção do filho gerou empatia em milhões de pessoas.

De acordo com o portal de notícias online, R7, por trás da foto comovente do garoto, de 11 anos, chorando junto ao cadáver do pai, está a história triste de Anil, de 27 anos, que morreu depois que a corda que o segurava se rompeu e ele caiu no fundo da galeria de esgoto.

Infelizmente, a Índia tem um dos maiores índices de mortalidade de trabalhadores do mundo. Em um ano, cerca de 100 trabalhadores que atuavam na manutenção das redes de esgoto morreram em acidentes – grande parte por falta de equipamentos adequados.

Publicidade

Entenda a história

A imagem do filho desesperado junto de seu pai sem vida foi feita pelo Shiv Sunny, repórter do jornal indiano Hindustan Times, que tuitou a foto na segunda-feira (17). Ele relatou à BBC que ficou bastante comovido com o que presenciou.

Segundo Shiv, “o menino se aproximou do corpo do pai no crematório, tirou o lençol que cobria o rosto dele, segurou suas bochechas com as duas mãos, disse ‘papai’ e começou a chorar”. Um pranto dolorido que o fez procurar saber mais sobre a família de Anil.

A principal intenção do jornalista era chamar a atenção para o número escandaloso de mortes de homens que trabalham nos esgotos, e foi assim que a vida precária da família veio à tona.

Sunny descobriu que, duas semanas atrás, Anil tinha perdido um filho com pneumonia por não ter dinheiro para comprar os medicamentos para a criança de 4 meses de idade. A família passa por muitas privações e, naquele momento, não tinham sequer o valor necessário para realizar a cremação do trabalhador.

Anil deixou, além da esposa e o menino de 11 anos, mais duas filhas, de 7 e 3 anos de idade. Para realizar a cerimônia fúnebre, vizinhos e até mesmo desconhecidos contribuíram com o que puderam.

Comoção e ajuda

Depois de postar a foto contando a história sofrida do garotinho, a imagem foi compartilhada, milhares e milhares de vezes, e chegou até uma ONG (Organização Não Governamental) que se dispôs a auxiliar a família, promovendo uma ‘vaquinha virtual’ com a ajuda da Ketto, uma plataforma de captação de recursos pela internet.

A comoção foi tão grande que anônimos e famosos, como vários atores de Bollywood, a indústria do cinema indiano, juntaram-se para contribuir. A mobilização diante da tragédia do garoto foi tamanha que em apenas um dia as doações chegaram a 3 milhões de rupias (cerca de R$ 180 mil).

O jornalista espera que, de agora em diante, a família posso viver com dignidade, que os filhos de Anil possam frequentar a escola e que sua morte não tenha sido em vão.

Fabiana Batista Santos

Escrito por Fabiana Batista Santos

Redatora Web há 5 anos. Prezo por desenvolver conteúdo de qualidade para levar informações úteis e pertinentes ao maior número de pessoas possível. Especialista em TV e Famosos, entretenimento, curiosidades, notícias do Brasil e mundo, decoração, saúde, entre outros.