in

Cantor sertanejo querido é preso acusado de fraude milionária

Publicidade

O site Tribuna Paraná compartilhou uma bomba nesta segunda, 17. Uma investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) acabou com a denúncia de 45 integrantes de uma organização criminosa que atuava em todo o Brasil com fraudes em contas bancárias.

A estimativa do MP-RJ é de que, entre 2016 a 2017, mais de R$ 30 milhões tenham sido subtraídos pelo grupo. Nesta fase da operação, que foi desencadeada na manhã desta segunda-feira (17), pelo menos sete pessoas foram presas, entre elas o cantor Rick Ribeiro, detido em Ponta Grossa, no Paraná. O cantor seria um dos hackers do grupo e usava o dinheiro das fraudes para financiar seus clipes.

Cantor sertanejo seria hacker e usaria dinheiro para bancar clipes

O trabalho foi comandado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Rio de Janeiro e foi descoberto que o grupo pode ter gerado prejuízos a inúmeros correntistas.

Publicidade

Segundo o que foi apurado, os envolvidos enviavam e-mails de spam e também mensagens de texto a pessoas que acabavam clicando e eram direcionadas a programas maliciosos que conseguiam roubar as informações das contas bancárias e senhas.

Ao clicar no e-mail ou na mensagem de texto no celular, a pessoa deixava, sem saber, o caminho livre para que a quadrilha retirasse quanto quisesse das contas, de forma fraudulenta.

Veja abaixo uma foto do artista que era querido do público:

Além disso, eles também são suspeitos de causar prejuízos ainda maiores, em alguns casos chegando aos R$ 500 mil, através de ligações para as vítimas. Neste caso, o grupo se fazia passar por funcionário do banco, obtinha os dados pessoais da pessoa e conseguia finalizar o processo de retirada do dinheiro. 

FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.