in

Palavra comum usada durante entrevista de emprego faz candidatos serem desclassificados

Publicidade

É comum, em entrevistas de emprego, ver os candidatos afirmando que são perfeccionistas. Muitos acreditam que perfeccionismo é uma qualidade e que dizer isso vai ajudar na sua contratação. A crença gira em torno de alguém muito atento aos detalhes e que vai realizar um trabalho perfeito.

Dizer que é perfeccionista pode funcionar com um entrevistador menos experiente ou que não tenha formação específica para identificar que isso não é tão adequado quanto parece. O problema maior é que o termo virou um jargão, quase 100% dos candidatos dizem isso, como se tivessem ensaiado um texto para se sair bem durante a entrevista.

Se a pessoa for disputar uma vaga em uma empresa que contrata profissionais mais experientes em Recursos Humanos para selecionar candidatos, poderá se prejudicar ao dizer que é perfeccionista. 

Publicidade

De acordo com Ricardo Haag, gerente-executivo da Page Personnel, dizer que é perfeccionista faz a pessoa parecer pouco criativa. Além disso, a palavra traz poucas informações sobre personalidade e competência. Ser perfeccionista não quer dizer que a pessoa vai oferecer bons resultados para a empresa.

Outro ponto levantado por Gabriela Colo, da empresa Havik, é que alguns candidatos apresentam o perfeccionismo como defeito durante a entrevista. O senso comum considera o perfeccionismo uma qualidade, e quando um candidato classifica isso como defeito acaba gerando um descredito, como se isso fosse causar um problema na dinâmica de trabalho se for contratado.

De modo geral, os especialistas em Recursos Humanos alertam para que os candidatos não usem o termo "perfeccionista" nas entrevistas de emprego, pois isso não é sinônimo de ser bom profissional, nem de competência. Muitos entrevistadores consideram uma descrição muito rasa e evasiva.

Apresentar o perfeccionismo como uma super qualidade também não é ideal, pois perfeição não existe. Ser perfeccionista é bem diferente de buscar excelência, onde a pessoa procura se aprimorar sempre, ao invés de buscar um objetivo inatingível. 

Embora ser perfeccionista possa parecer uma qualidade, é a característica de uma pessoa que tem pouca flexibilidade, que cobra muito de si mesmo e dos outros, podendo atrapalhar a dinâmica entre os colegas.

É a tipica pessoa "cri cri" que nunca está satisfeita. Nada está bom para ela, sempre há criticas relacionadas ao trabalhos dos outros e até de si mesmo. Nem sempre ela consegue ser flexível ao considerar as coisas mais aceitáveis, e ainda pode pensar que só o que ela faz está bom, em casos mais graves do perfeccionismo.

Dizer que é perfeccionista pode denotar uma personalidade obsessiva e que tem muito medo de errar. Por serem muito críticos, acabam prejudicando o relacionamento entre os colegas, pois o perfeccionismo extremo faz com que ele aponte apenas pontos negativos, trazendo enfase em problemas e não em soluções. 

Frequentemente, uma pessoa dessa é considerada neurótica, mal adaptada e negativa, que gera mal estar no ambiente de trabalho. O que causa isso são pensamentos destrutivos e o medo excessivo do erro. 

Embora sejam pessoas exigentes consigo mesmos elas não costumam aceitar críticas de outros. Muitos psicólogos olham o lado perfeccionista das pessoas como problemas de autoestima, não sendo o caminho correto em busca da excelência .

O ideal é dizer na entrevista que busca sempre a excelência e a qualidade, buscando fazer o melhor que pode, através do aprimoramento e amadurecimento pessoal.