in

Morre centenária que emocionou o Brasil com história de amor de mais de 82 anos

Publicidade

Uma história de amor de mais de 82 anos chegou ao fim na última terça-feira (11/09) com a morte de Sebastiana Matos. A aposentada de 101 anos de idade faleceu em sua casa no Distrito Federal, por falência múltipla dos órgãos. 

Sebastiana Matos emocionou o Brasil inteiro em abril desse ano quando ficou internada lado a lado no mesmo quarto com seu marido Francisco de Alencar de 103 anos. 

Na época os dois foram internados um no dia seguinte ao outro. Dona Sebastiana deu entrada no Hospital Regional de Samambaia primeiro, devido ao agravamento de seu quadro de diabetes e aumento da pressão arterial. Seu Francisco chegou no outro dia com insuficiência renal.

Publicidade

No início da internação os dois permaneceram em alas diferentes do hospital, no entanto os dois não cansavam de perguntar um pelo outro. Vendo a situação dos dois, os funcionários não pensaram duas vezes e reuniram o casal em um só quarto. Com as camas lado a lado, Sebastiana e Francisco passaram o tempo todo da internação de mãos dadas. Jane Alves, neta do casal, disse na época que o avô passava a noite toda procurando pela mão dela.

Uma linda história de amor

Tudo começou na década de 30 quando Francisco largou sua vida no Maranhão para tentar a sorte na lavoura de Goiás. Em seu primeiro emprego na terra nova ele conheceu Sebastiana, que era justamente filha do dono da fazenda. 

O pai de Sebastiana não aceitava o relacionamento dos dois por conta de Francisco não ter posses e ser um simples empregado da fazenda. Mas os dois não desistiram e fugiram juntos a cavalo, em outubro de 1936. No meio do caminho procuraram uma igreja e oficializaram a união.

Passaram 82 anos e coube a neta dos dois dar a triste notícia ao seu avô, "Ele derramou lágrimas pelo canto dos olhos, mas ficou quietinho. Disse que é o seguimento da vida, nascer e morrer", contou Jane Alves. Seu Francisco porém, sempre orou para que Deus os levassem juntos, para que nenhum dos dois passasse a viver sozinho.