in

Mulher é acusada de matar o marido usando colírio e história surpreende

Publicidade

Todas as pessoas que se casam no religioso – seja católico ou protestante – ouve a de padres e pastores que realizam as cerimônias que o que está sendo feito ali só pode ser separado pela morte. "Até que a morte os separe", dizem no momento da realização do ato matrimonial.

Essa morte, claro, não inclui um matar o outro, mas foi o que aconteceu com uma mulher norte-americana de 52 anos. Moradora da cidade de Clover, no estado da Carolina do Sul, ela está sendo acusada de ter matado o marido.

Lana Sue Clayton não confessou diretamente que matou o seu parceiro, mas revelou às autoridades que pingou colírio na água que o marido consumia. O caso aconteceu entre os dias 19 e 21 de julho.

Publicidade

A morte de Stephen Clayton foi causada por envenenamento por tetraidrozolina, segundo revelou a autópsia. Esta substância está presente em colírios oftálmicos e sprays nasais que são vendidos nos Estados Unidos apenas para quem tem receita médica.

De acordo com informações da reportagem do USA Today, a tetraidrozolina pode causar derrames, parada respiratória e deixa a pessoa em coma. A polícia segue investigando o caso ainda não chegou a conclusão do que levou Lana a colocar o colírio na água do marido.

Todos os remédios devem consumidos apenas com orientação médica e a bula deve ser observada. O consumo inadequado pode trazer graves consequências ao paciente. Neste caso, claro, a vítima não tinha ideia de que estava bebendo água com colírio. Resta saber se a mulher tinha ou não a intenção de matar o marido.