in

4 curiosidades surpreendentes sobre o beijo que você talvez desconheça

Publicidade

O beijo é muito mais poderoso do que as pessoas pensam. Não é apenas um símbolo cultural que adquire um significado dentro de um quadro social específico, mas um mecanismo da própria espécie com um significado que transcende o cultural para se estabelecer na esfera do biológico.

Troca de informações biológicas: o beijo romântico é uma troca explosiva de informações entre dois indivíduos, que desencadeia uma série de processos inconscientes capazes de identificar várias informações sobre uma pessoa. Sendo capaz de revelar se as partes são ou não geneticamente compatíveis, além de analisar a viabilidade reprodutiva.

O primeiro beijo decide tudo: o primeiro contato é decisivo nesse aspecto, os estudos revelam que depois de estabelecer a primeira conexão, o interesse entre duas pessoas poderá acabar se o cérebro decidir que a outra parte não é geneticamente compatível. Logo existe uma tendência em perder o interesse.

Publicidade

Beijo é mais importante para mulheres: existe também uma diferença importante no que o beijo significa para homens e mulheres. Enquanto os primeiros são mais propensos a manter relações íntimas sem a intermediação de um beijo, já as mulheres sentem necessidade de beijar antes, durante e até depois de um encontro.

Maneira de beijar: ambos os gêneros diferem na forma como se beijam. Os homens tendem mais a beijar com a boca aberta e iniciam o contato com as línguas. Isso ocorre porque a presença de testosterona da saliva masculina deixa as mulheres animadas. Além disso, os beijos liberam muito mais ocitocina nos homens do que nas mulheres, um hormônio que aumenta o vínculo emocional.

Diante disso, a importância do beijo é muito mais biológica do que cultural, embora as pessoas não tenham notado, mas o contato exerce influência no cérebro, observa-se que como o ser humano é dotado de inteligência outros fatores devem ser considerados influenciadores quando um casal está se beijando.