in

Bruna Marquezine é alvo de comentários maldosos por excesso de magreza e revela doenças

Publicidade

Aos 23 anos de idade, a atriz Bruna Marquezine, namorada do jogador Neymar, veio a público falar sobre as doenças que lhe acompanham. 

Bruna Marquezine é uma das atrizes que mais faturam na atualidade, além de namorar um dos jogadores mais famosos do mundo. Porém, todo esse glamour não é suficiente para livrá-la de problemas comuns nos seres humanos. Recentemente a artista falou sobre as duas doenças que vem atrapalhando sua vida, como depressão e distúrbios alimentares. 

O desabafo feito pela atriz aconteceu nesta quarta-feira (05), em sua rede social no Instagram. A iniciativa veio após a atriz se deparar com comentários maldosos em suas fotos, criticando o excesso de sua magreza. Logo no início, a artista fala que notou um comentário que vem lhe perseguindo em todas as fotos que posta, e que por conta disso queria compartilhar algo com seus fãs. 

Publicidade

Continuando, Bruna falou que antes de viajar se submeteu a vários exames, e que graças a Deus tudo está bem, mas mesmo assim resolveu dividir com o público em vista dos fatos. 

A atriz falou também, que quando engorda fica parecendo um amenina adolescente, e sua última personagem sendo vilã, não estava condizendo com o perfil, por isso a necessidade de se emagrecer um pouco, porém de forma saudável.

Como eu ia fazer uma vilã, em uma novela medieval, seria interessante estar um pouco mais magra. E por isso eu estava emagrecendo, mas de forma saudável”. Finalizou a atriz em seu relato na sua página oficial do Instagram. Confira o desabafo completo da atriz. 

Emagreci, com acompanhamento da minha nutricionista, do meu médico, fazendo exames, vendo se estava tudo bem. Cheguei a descobrir, nessa época, e eu dei uma entrevista, falaram que eu tinha emagrecido por isso e não é verdade… Descobri que estava com uma disfunção na tireoide, nada grave, já está resolvido. Foi muito bom porque eu comecei a me cuidar. Emagreci para a personagem e me cuidei muito”, explicou ela.

“Por que eu estou falando tudo isso? Para esclarecer essa coisa da tireoide, porque tem gente falando que estou magra por isso. Já está resolvido. Emagreci por causa da personagem, não tenho o intuito de emagrecer mais. Não estou preocupada com isso. Estou feliz com meu corpo, não estou fazendo dieta, estou comendo o que eu quero. Estou comendo besteira, mas eu gosto de comer saudável. Mas por que eu estou falando tudo isso?

Motivo número um, ser sincero é diferente de ser sem noção e sem educação. Se uma pessoa te pergunta a sua opinião, você deve dizer a verdade. Se a pessoa não pergunta, você deve ficar calado. Os chatos de plantão vão dizer que eu sou uma pessoa pública, que eu postei uma foto no Instagram, então as pessoas podem dar a opinião. Não. Não podem;

Não estou falando que não podem fazer críticas nas minhas fotos. Mas nas fotos de qualquer pessoa. Se sua crítica for ofender, machucar, fazendo com que essa pessoa se sinta mal com o corpo dela, por mais que seja sem intenção… Fica quieto. Não comenta. Em nenhuma das minhas legendas eu perguntei se vocês acham que eu estou bonita”.

Ou se eu estou magra demais, se eu devo engordar, e normalmente as pessoas não perguntam. Então por que falar? Por que perder o seu precioso tempo fazendo qualquer tipo de comentário que não é construtivo?

Chega, gente! As pessoas precisam parar com isso. Eu vejo mulheres diminuindo as outras, estamos em uma época de aceitação! ‘Ai, está muito magra, homem gosta de carne’. Manda ele na churrascaria! É mentira, não é para mandar ele ir na churrascaria, porque ninguém deveria comer carne porque é uma crueldade, mas é outro assunto.

Já passou da hora de mudar esse raciocínio, essa forma de pensar. O nosso corpo, mulheres, não foi feito para agradar os homens, para agradar ninguém. A gente tem que estar saudável e feliz. É horrível ver mulheres com esse raciocínio machista. Em que ano a gente está vivendo?

Esses comentários, ingênuos, inocentes, ‘conselhos’, eles começam a fazer com que a gente comece a se olhar diferente. Aí a gente se olhar o espelho e começa a enxergar que a gente nunca tinha enxergado, que nem existiam e se tornam verdades muito fortes dentro da gente. Que fazem a gente deixar de se amar, de se sentir bonita. Isso é muito sério. (…) Tanta mulher com transtorno alimentar. Aí vem uma gênia e falar que parece que estou com anorexia e fala pra eu tomar cuidado. Obrigada! Se eu tivesse com anorexia, você tinha salvado a minha vida. Não. Você não teria salvado a minha vida. Você provavelmente teria piorado a minha situação. ‘Bruna, por que você se importa? São pessoas chatas, comentários tontos’. Não, são comentários irresponsáveis e comentários irresponsáveis. O que vocês estão fazendo é gravíssimo.

Eu sei que surgiram outros chatos de plantão para falar que eu não tenho nem o direito de falar sobre isso porque não sofri com transtorno alimentar. Mas eu já sofri, e muito, com distúrbio de imagem. Porque na época, as pessoas comentavam que eu estava um pouco gordinha, bochechuda, quadril largo. E eu acreditei.

Isso foi um pouco antes da época que eu tive que emagrecer para a novela. Eu já estava saudável e decidi, por forma responsável, emagrecer para um personagem. Eu acreditei na opinião alheia e comecei a detestar meu corpo. Achava que eu tinha que emagrecer de qualquer jeito. Eu tomava laxante todos os dias, por mais de três meses. Junto com tudo isso eu tive depressão, não só por isso, mas principalmente por esses motivos, questões de autoestima, por não me aceitar, não me achar bonita o suficiente, consequentemente eu não me achava boa o suficiente para nada. Tomava laxante todos os dias e me alimentava mal. Ou não comia ou comia besteira. Eu não sentia prazer em ter uma boa alimentação e cuidar de mim. Eu não estava me amando.

É óbvio que eu tive problemas de saúde e eu comecei a ficar assustada. Minha depressão avançando, eu comecei a ter atitudes que começaram a me assustar e eu fui atrás de ajuda. Estou contando um resumão, tá? Não foi simples e rápido assim. Eu não tive forças para ir atrás de ajuda sozinha, minha família começou a perceber, pouquíssimos amigos perceberam o que estava acontecendo. Na real, nenhum amigo sabia de fato o que estava acontecendo. Quem percebeu mesmo foi minha mãe, meu pai, minha irmã, quem vive comigo, e que me incentivaram a procurar ajuda.

Eu precisei da minha família. Em um determinado momento eu nem entendia muito. Eu só sabia que estava muito infeliz, que eu não gostava de mim. E eu sofria muito, já estava assustada com aquilo. Com os problemas de saúde e com as minhas atitudes comigo, mesmo. Depois de fazer terapia, análise, faço até hoje e vou fazer para sempre. Eu consegui estar saudável mentalmente e fisicamente de novo.

Depois disso, depois de estar saudável e estar feliz com o meu corpo, a Catarina surgiu na minha vida e de forma responsável e consciente eu falei que queria emagrecer para a Catarina. Eu sou atriz, a minha ferramenta de trabalho é meu corpo e precisamos mudar a aparência para fazer personagens. Eu me senti preparada e bem para passar por isso. Como eu disse no início, eu engordo no rosto e a TV ainda engorda uns cinco quilos e eu queria ficar com o rosto mais maduro.

Quando eu vi o resultado da imagem da Catarina na televisão eu fiquei muito feliz, os diretores também. A novela acabou e é isso, estou feliz, galera, estou aí! É isso. Pela última vez eu vou dizer que estou feliz, saudável e não estou perguntando para ninguém a opinião do meu corpo.

E para todas as pessoas que fazem esse tipo de comentário nas fotos de outras pessoas, comecem a refletir sobre a responsabilidade de vocês e as consequências que as palavras de vocês podem ter. As nossas palavras podem abençoar ou amaldiçoar a vida de outra pessoa. Sejam responsáveis. Não é só um comentário. Isso pode afetar muito quem está lendo. Você pode até não estar dizendo pessoalmente, mas você continua dizendo para mim. Eu tenho sentimentos e sou um ser humano. Então toma cuidado com o que você diz, não só para mim, mas para qualquer pessoa.