in

Cantor Johnny Hooker, que chamou Jesus Cristo de travesti durante show, fará apresentações no Criança Esperança 2018

Publicidade

O pernambucano Johnny Hooker ficou famoso em todo o Brasil após roubar toda a atenção durante sua apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns, nesta última sexta-feira, dia 27 de julho. O cantor teve pequenos trechos do show publicados na web e não demorou muito para que eles viralizassem.

Hooker protestou contra as inúmeras tentativas que os religiosos fizeram para tentar cancelar a peça ‘O Evangelho Jesus, Rainha do Céu’ e promoveu um discurso a respeito da censura. O mais impactante veio logo em seguida, Johnny afirmou com todas as palavras que Jesus Cristo era homossexual e ‘travesti’.

Após tais declarações o nome do cantor subiu automaticamente para os mais falados e muitos debates se iniciaram nas redes sociais. O Diário de Pernambuco recentemente confirmou o nome de Hooker entre as atrações do Criança Esperança, maior show beneficente do país, promovido pela emissora Rede Globo de Televisão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Johnny vai subir ao palco em 20 de agosto, dia em que a atração será transmitida pela Globo. O cantor estará ao lado do cantor travesti Liniker para cantar a canção ‘Flutua’, retratando um relacionamento entre dois homens.

O famoso já possui uma ligação bem antiga com a emissora e parece que o que disse durante o festival não lhe prejudicou. Além disso, ele vai gravar um episódio da mais nova temporada do programa Amor & Sexo, da Rede Globo. Vale lembrar que o artista já esteve na emissora carioca no passado como convidado do programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’ e participou de uma entrevista no ‘Conversa com Bial’.

O nome do cantor é tão pesado dentro da Globo que teve uma de suas canções anexada à trilha sonora de Segundo Sol, a canção Beija Flor. No ano de 2015, Hooker teve outra melodia em tramas da emissora, a música ‘Amor Marginal’ esteve presente na novela ‘Babilônia’.

As ações de Johnny já estão lhe rendendo inúmeras críticas, um advogado cristão se sentiu ofendido com as palavras do artista e levou o caso para a justiça. O homem alegou que ao ofender Jesus Cristo o cantor estaria ofendendo milhões de brasileiros que são cristãos declarados.

Publicidade
Publicidade