in

Jogador se irrita com Alexandre Mattos e afirma: ‘queria ter ficado no Palmeiras’

Publicidade

O diretor de futebol Alexandre Mattos veio para revolucionar o Palmeiras, e desde então não se pode negar que o Alviverde da capital saltou completamente o seu nível e começou a se tornar um gigante da América do Sul, não só pela história, mas agora financeiramente.

O poderio financeiro do Palmeiras acabou atraindo muitos atletas ao longo dos anos, por este motivo que a diretoria alviverde conseguiu executar diversos chapéus em seus principais rivais desde a temporada de 2015, sendo que o primeiro contratado foi o hoje considerado ídolo Dudu.

Se for analisar desde a chegada de Alexandre Mattos e a empresa Crefisa, o Palmeiras executou diversas contratações e também acabou negociando muitos atletas que foram dados como não aproveitáveis ao clube.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Nesta janela de transferências, o Palmeiras resolveu não comprar nenhum atleta, mas sim vender alguns deles, com isso desinchando o elenco, fora a troca de treinador que aconteceu, pois Roger Machado foi demitido para que acontecesse a contratação de Felipão, treinador muito conceituado dentro do clube.

Agora o diretor Alexandre Mattos resolveu negociar o zagueiro argentino Tobio, que pertencia à equipe e o diretor do Verdão havia afirmado que ele não veio com vontade de jogar e para estar no Palmeiras tem que ter 'sede de bola'.

O jogador havia sido emprestado e agora foi vendido em definitivo para o Toluca, do México, porém ele quis responder o seu antigo diretor de futebol, afirmando que não queria ser negociado e queria disputar vaga dentro do elenco, mas não teve oportunidade, pois Alexandre Mattos não quis o dar.

Segundo o zagueiro, ele conquistaria a vaga dentro do elenco palmeirense, mas sempre teve que treinar separado, por opção do diretor de futebol, com isso o argentino dá a entender que foi boicotado dentro do Palmeiras.

Publicidade
Publicidade