in

Danilo Gentili dá opinião perfeita sobre travesti que zombou de Jesus e detona militância

Publicidade

O apresentador e humorista Danilo Gentili postou em seu Twitter a opinião sobre o vídeo em que um artista travesti aparece zombando de Jesus e da fé cristã no Festival de Inverno de Garanhus, em Permanbuco. As imagens estão circulando pela internet.

No vídeo, o suposto artista sobe ao palco e diz que Jesus é travesti, transexual e bicha. Não é nem preciso dizer que as imagens causaram polêmica e foram bastante criticadas por cristãos de todo o Brasil.

“Penso que o único que tem o dever pessoal de dar o devido respeito a Jesus é aquele que de fato o conhece e crê. Ué, se a pessoa não conhece, não crê, ela nem sabe o que diz. Além do mais, em uma sociedade livre a pessoa tem o direto de falar o que quiser sobre religião. Deixa o cara”, comentou Gentili.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Criado em uma igreja evangélica, Danilo Gentili sempre prezou pela liberdade e deixa isso claro em todas as suas opiniões. A grande crítica feita pelo apresentador, porém, diz respeito à militância disfarçada que tem tomado conta do Brasil.

“Pergunto agora: se diferente desse cara que está histericamente discursando sério, chamando Jesus de ‘travecão’, fosse eu falando jocosamente pra não ser levado a sério, zoando religiões afros ou árabes… eu gozaria do silêncio dos jornalistas ou seria massacrado nas manchetes?”, perguntou Gentili.

O humorista costuma sofrer com a perseguição da militância esquerdista, mas não deixa de dar a opinião sobre temas polêmicos nem de fazer as piadas que considera engraçado.

 

“É cada dia mais escancarado que a militância podrona tomou o lugar do bom jornalismo”, afirma Gentili, que termina sua reflexão criticando os comediantes que se permitem ser regulados por “manchetinha de jornal ou tapinhas nas costas da classe artística”.

Publicidade
Publicidade