in

Porque o cristão não batiza bebês e o que diz a Bíblia sobre isso

Muitos se perguntam sobre o batismo de crianças no meio cristão, entenda as correntes.

Pinterest
Publicidade

Diferente do que acontece na Igreja Católica, os cristãos evangélicos não batizam os bebês recém nascidos. No catolicismo, o batismo representa o primeiros dos sete sacramentos e é considerado um rito de passagem. Ao receber a água na cabeça, a criança inicia a sua fé tornando-se  um discípulo de Cristo, um membro da Igreja e abrindo seu caminho para a salvação.

Contudo, o batismo nos primeiros meses de uma pessoa não é relatado na Bíblia e acaba que o ato é considerado apenas uma tradição da igreja. Mas por que os cristãos não batizam os bebês recém nascidos? Descubra agora.

Existe diversas interpretações do batismo nas mais variadas denominações cristãs. No entanto, isso não é motivado por interpretações confusas na Bíblia, já que o Livro é bastante claro em relação sobre o que é o batismo, quem são as pessoas que deve receber e o que proporciona.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Por que o cristão não batiza bebês?

Quando a criança nasce, os pais cristãos apresentam à Deus e realizam uma oração como forma de pedir proteção. Na Bíblia, somente crentes que já colocaram sua fé em Cristo foram batizados, como testemunho público de sua fé e identificação com Ele (Atos 2:38; Romanos 6:3-4). Ser batizado por imersão nas águas é um ato de obediência após ter a confirmação de sua fé em Cristo.

Portanto, o motivo de os cristãos não batizarem os seus bebês é porque não existe qualquer registro da prática de batismo em crianças na Bíblia.

Sabendo disso, o batismo de recém nascidos não é uma prática seguida por cristãos, já que uma criança não consegue ter consciência da obediência em Cristo e não compreende a simbologia. Já enquanto adultos eles podem fazer uma decisão pessoal de crer em Jesus Cristo para assim serem salvos.

Publicidade
Publicidade