in

Reino Unido toma decisão sobre uso medicinal de maconha

Publicidade

O governo britânico tomou uma decisão nesta quinta-feira (26/07) sobre o uso de medicamentos à base de maconha. Segundo informações, a partir de março de 2019, será liberado no Reino Unido o uso de tais produtos sob prescrição médica, para pacientes em estado grave. 

A decisão foi tomada em comum acordo entre a chefe médica do governo, Sally Davies, e o Conselho Assessor sobre o Abuso de Drogas. Tudo aconteceu após um episódio polêmico em um aeroporto de Londres, no qual um jovem com epilepsia teve seus medicamentos confiscados pelas autoridades locais e teve uma piora, precisando ser hospitalizado em seguida.

Com a observação do caso, o ministro do Interior do País, Sajid Javid, decidiu devolver os medicamentos ao rapaz e analisar o que poderia ser feito para pacientes que necessitam tomar este tipo de remédio. Segundo ele, a avaliação do governo sobre os produtos não estava sendo satisfatória. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Para estar mais ciente de casos semelhantes, Sajid consultou especialistas para criar uma estratégia eficiente e não permitir que mais pessoas fossem prejudicadas. No entanto, ele ressalta que o governo apenas liberará o uso da substância para fins medicinais e que o uso recreativo continua sendo ilegal.

O Departamento de Saúde e Assistência Social e a Agência Reguladora de Remédios e Produtos Sanitários também se unirão para desenvolver melhor as substâncias à base de cannabis para que possam ser receitados com segurança, conforme informações do Ministério do Interior.

Vale lembrar que o uso medicinal das cannabis já foi legalizado em alguns países, como Canadá, Israel, Peru e Uruguai.

Publicidade
Publicidade