in

TV Record prepara uma homenagem especial a Marcelo Rezende para lembrar um ano de sua morte

Publicidade

A luta contra o câncer do jornalista e apresentador Marcelo Rezende deixou o Brasil comovido, infelizmente ele perdeu a batalha para esta terrível doença e deixou seus familiares, amigos, fãs e seguidores de luto. O jornalista estava à frente do telejornal Cidade Alerta que vai ao ar diariamente pela TV Record. Um programa que mostra a violência diária da realidade brasileira e onde Marcelo Rezende fazia muitas críticas e cobranças em relação à segurança pública nos grandes centros urbanos do Brasil; saiba mais.

De acordo com o portal de informações online, Notícias da TV, a Record irá exibir quatro especiais entre os dias 30 de agosto e 20 de setembro para homenagear o jornalista morto no dia 16 de setembro de 2017, aos 65 anos, vítima de um câncer agressivo no pâncreas.

Homenagem a Marcelo Rezende contará com a participação de seu filho

Um dos quatro programas contará com conteúdo inédito e será apresentado por um dos cinco filhos de Marcelo. Quem irá comandar o programa será o jornalista Diego Esteves, ele fará uma série de entrevistas especiais com pessoas que foram importantes para Rezende em sua trajetória de vida. Esteves mora em Buenos Aires, capital da Argentina, ele escreve perfis para a revista Caras, da argentina, e trabalha como entrevistador em uma emissora de rádio, a Mitre.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Crias de Marcelo Rezende

Os outros três programas serão apresentados por jornalistas que nos bastidores da TV Record são considerados como as crias de Marcelo Rezende, são eles, Percival de Souza e Fabíola Gadelha formarão uma dupla; Luiz Bacci e Lilliany Nascimento, a Capitão Nascimento, outra; e Bruno Peruka e Silvye Alves. A atração mostrará a trajetória de sucesso do jornalista investigativo que conquistou uma enorme legião de fãs que se sentiram órfãos com sua partida precoce.

Com uma carreira brilhante, personalidade marcante e sem papas na língua, Marcelo Rezende passou a fazer um jornalismo popular que agradava em cheio o grande público, fazendo dele uma referência dos programas policiais no Brasil.

Câncer no pâncreas

Em maio de 2017, Marcelo Rezende foi diagnosticado com câncer no pâncreas, uma das formas mais agressivas e fatais desta doença. O jornalista optou por abrir mão do tratamento convencional que é realizado através da quimioterapia e passou a realizar um tratamento alternativo em um retiro espiritual localizado em um sítio em Minas Gerais.

Infelizmente, o jornalista veio a falecer quatro meses depois de trazer a público a notícia de sua enfermidade. No dia 16 de agosto de 2017, por voltas das 17h45, Marcelo Rezende deixou definitivamente os palcos do jornalismo.

 

Publicidade
Publicidade