in

Relembre o caso da idosa de 82 anos presa após filho não pagar pensão

Publicidade

No ano de 2016 uma idosa de 82 anos foi presa na região de América Dourada, cuja localização é no centro-norte da Bahia, depois do filho deixar de realizar o pagamento da pensão alimentícia da prole dele.

O marido da senhora também teve o mandado de prisão decretado pela Justiça, todavia, de acordo com informações transmitidas pela polícia, o homem morreu há dois meses. Logo, a solicitação de prisão não teve validade para ele, pois não existe como um morto ir para a cadeia.

Conforme a delegada Marisilva Barreto relatou, o mandado de detenção foi expedido por um oficial de Justiça da comarca do município próximo de João Dourado, que estabeleceu que o filho da senhora não apresentava condições de quitar a pensão. Nestas situações, a lei determina que os avós paternos sejam responsabilizados pela dívida do pai da criança.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

De acordo com relatos fornecidos pela delegada, a idosa foi presa na residência, no distrito de Soares, tendo sido liberada da delegacia após o período de dois dias, logo depois que familiares realizaram pagamento da pensão em atraso. Destaca-se que valor devido não foi informado pela justiça.

A polícia declarou que familiares afirmaram que o filho da idosa estava viajando na época em que a dona de casa foi presa. Sabe-se que o rapaz não teve identidade apresentada na mídia. Além disso, parentes também relataram que a senhora é aposentada, não possuindo condições de pagar a pensão, entretanto ainda assim foi para a delegacia.

Com relação ao assunto, a delegada que acompanhou o caso, fez a seguinte afirmação: "Orientei a família pra que possa trazê-lo aqui para que também possa dar uma lição de moral nele. Será ouvido e, depois, o caso vai para a comarca".

 

Publicidade
Publicidade