in

Professora corta dedo de aluno após desobediência

Publicidade

A mãe de uma criança que mora nos Estados Unidos entrou na justiça contra uma escola e também contra a antiga professora de seu filho, depois que a docente cortou o dedo de seu menino de apenas 7 anos de idade, depois que ela fechou a porta contra a mão dele.

Isso ocorreu há cerca de oito meses, porém só agora o caso tomou conhecimento público, pois Camila Barnes está reivindicando os direitos violados de seu filho, Jason Brandom Jr. Ela alega que a instituição de ensino, localizada em Detroit, não tomou nenhum tipo de providência quando a professora mutilou o garoto.

A mãe disse que, em 2017, ela foi chamada até a Academia Henderson, dizendo que alguma coisa ruim aconteceu com Jason e, por isso, ela precisava ir até lá para buscar ele.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quando ela chegou na escola, Camila se assustou ao ver a mão do menino enrolada em uma toalha sendo ainda orientada pela enfermeira a levar ele ao hospital. Nem ambulância ou carro foram providenciados pela escola.

Além disso, ela diz que a instituição não se desculpou publicamente sobre o fato e foi isso que a motivou a recorrer na justiça. Seu intuito é que a instituição crie melhores políticas e procedimentos para quando aconteça algo igual a isso.

Camila diz que seu filho estava com a ferida exposta e o osso do dedo pra fora. O que foi informado é que isso aconteceu depois que a professora fechou a porta da sala quando ele tentou retornar depois de ter saído sem permissão, pois ele foi expulso por ter se comportado mal, para ela isso foi falta de profissionalismo e nada foi feito por isso.

Publicidade
Publicidade