in

França vence Croácia em jogo de seis gols e é bicampeã do mundo

Publicidade

A seleção francesa venceu a seleção croata por 4 a 2, neste domingo (15), no Estádio Luijniki, em Moscou, e conquistou o bicampeonato mundial de sua história – o primeiro foi em 1998. A Croácia volta para a casa com a melhor campanha do país na história das Copas do Mundo.

O jogo entre as seleções europeias entra para a história como a segunda final de Copa do Mundo com mais gols. Fica atrás apenas dos sete marcados na vitória de 5 a 2 do Brasil sobre a Suécia, em 1958.

A França abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo, após falta (mal marcada) que Griezmann mandou para a área e Mandzukic desviou contra o próprio gol, vencendo Subasic.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Dez minutos depois, Perisic, de esquerda, marcou um golaço para a Croácia e empatou a partida. Ainda teve mais gol no primeiro tempo. Perisic colocou a mão na bola, o árbitro de vídeo entrou em cena e Néstor Pitana confirmou a penalidade. Na cobrança, Griezmann colocou a seleção francesa novamente na frente.

Apesar de estar atrás no placar, a seleção croata fez um bom primeiro tempo e dominou o jogo, com 61% de posse bola. Os croatas trocaram 206 passes contra apenas 88 dos franceses.

Na segunda etapa, a seleção francesa precisou de 19 minutos para ampliar o placar para 4 a 1. Pogba marcou o terceiro aos 13, depois de dois chutes de fora da entrada da área. O segundo, de esquerda, foi no canto direito alto de Subasic. Belo gol.

Aos 19, Mbappé dominou e chutou forte de fora da área. A bola vai no mesmo canto do terceiro gol só que praticamente rasteira. Subasic, novamente, mal pulou na bola. O goleiro croata parecia estar mais cansado do que os demais.

A Croácia não desistiu. Varen recuou bola para Lloris. O goleiro dividiu com Mandzukic. O atacante levou a melhor, tomou a bola, que foi para o fundo das redes. Os croatas seguiram vivos no jogo, tentando de todas as formas chegar ao terceiro gol.

Não conseguiu. Após o apito final de Néstor Pitana, a cor azul tomou o gramado e as arquibancadas do Luijniki. Uma festa bastante merecida. Os bleus são os donos do mundo.

Publicidade
Publicidade