in

Reviravolta no caso: pastora Juliana Salles pode estar grávida

Publicidade

A pastora Juliana Salles, que está cumprindo pena de detenção em Minas Gerais, mais precisamente em Teófilo Otoni, está prestes a ter uma reviravolta em sua vida, uma vez que ela suspeita de estar grávida novamente. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (11) por sua advogada de defesa, Milena Freire, que disse que Juliana faria um teste de gravidez nesta sexta-feira (13).

Juliana Salles está presa desde o dia 20 de junho e seu marido George Alves desde o dia 28 de abril. Caso sua gravidez seja confirmada, haverá uma reviravolta em sua condenação. Seus advogados irão pedir para não transferir ela para o presido de Colatina, Espírito Santo, local onde George está preso.

Freire alega que em Colatina sua cliente ficará desamparada, uma vez que lá não mora ninguém de sua família, já em Minas Gerais, além de parentes há membros da igreja que podem ajudar ela o máximo que puderem.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Para quem não se lembra dela e de seu marido, os dois estão sendo acusados pelo assassinato dos filhos Joaquim, com três anos, e Kauã que tinha seis. Enquanto o pastor está respondendo por duplo homicídio que se enquadra como triplamente qualificado e duplo estupro de vulneráveis, a pastora é acusada por acobertar o crime, duplo estupro, duplo homicídio, além de fraude processual.

Mesmo que ela não tenha participado diretamente do assassinato dos filhos, a justiça interpretou que a mãe seria tão culpada quanto ele, uma vez que ela não denunciou seu esposo após tomar conhecimento dos abusos que as crianças sofriam. No dia do ocorrido, ela estava em um Congresso no estado de Minas Gerais, junto com o filho caçula deles.

Publicidade
Publicidade