in

Em vídeo, fiéis da Assembleia de Deus expulsam seu próprio pastor da igreja: ‘ninguém te quer mais’

Publicidade

A igreja Assembleia de Deus que fica localizada na cidade de Governador Valadares, estado de Minas Gerais, vive um drama que inédito. Por mais de dois anos, os membros tentam incansavelmente depor o pastor Salatiel Fidelis.

Salatiel é o atual pastor da igreja, ele possui o cargo de presidente, mas mesmo com inúmeras tentativas, os membros não conhecem mais do que a frustração de não conseguirem depor o homem. Assim, em um dos cultos de domingo, os fiéis da Assembleia de Deus transformaram o que seria um culto em uma manifestação completamente pacífica.

Eles não desejam confusão e querem que Salatiel deixe o cargo sem ressentimentos, todos levaram cartazes pedindo a exoneração de Fidelis do seu atual cargo. É preciso deixar claro que nem toda a igreja compartilha do mesmo desejo, uma fração mínima dos membros ainda apóia o pastor e é daí que ele nutri forças para se manter no poder.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Essa pequena fração faz com que Salatiel não desista do cargo e se agarre a esses fiéis como se eles fossem seu mundo. O pastor está indo tão longe para se manter como presidente, que já começou a desrespeitar regras básicas para uma boa convivência da família cristã.

O líder religioso não está ligando para o estatuto de instituição religiosa e deixar seu atual cargo nem sequer passa em sua cabeça. As coisas ficaram mais chatas ainda para ele porque o último protesto foi transmitido ao vivo nas redes sociais. O vídeo rapidamente viralizou e milhares de pessoas viram as cenas.

Assista: 

Nas imagens o templo de Deus aparece lotado, os protestantes comparecem com força e mesmo diante de tanta pressão, Fidelis não desistiu, continuou lá na frente firme e forte em uma tentativa de confrontar todos os que não estão satisfeitos com sua liderança.

Na web, o vídeo gerou muitos debates, as pessoas estão divididas e muitas defendem o pastor com todas as forças. Alegam que se ele não foi deposto do cargo, deve se manter firme e ministrar a igreja até que oficialmente perca o cargo. Porém, do outro lado da moeda existem as pessoas que concordam com os fiéis e exigem que Salatiel deixe de ser o presidente.

Publicidade
Publicidade