in

Miojo é mais prejudicial a saúde do que você pode imaginar

Publicidade

Na correria do dia-a-dia é muito comum que algumas pessoas optem por fazer uma alimentação mais fácil de preparar. Porém, nem sempre o alimento mais fácil de ser preparado, pode ser o melhor para sua saúde.

É muito comum que depois de um longo dia de serviço, algumas pessoas cheguem em casa e preparem um delicioso miojo para comer. Delicioso, porém nada saudável. Muitas pessoas não sabem mas a Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) decidiu realizar um teste em dez marcas de macarrão instantâneo.  A conclusão dos testes foi assustadora. Em algumas marcas, o tempero utilizado contém muito sódio. Inclusive foi divulgado que em alguns casos esses temperos continham a quantidade de sódio indicada para um dia inteiro de consumo.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), ninguém deve consumir uma quantidade superior a 4 gramas de sal e 2 gramas de sódio por dia. No famoso Miojo foi encontrado 0,8 gramas de sódio no pacote do tempero. O susto maior foi quando eles analisaram a marca Piraquê e Qualitá que só no pacotinho de tempero foi possível encontrar 2,32 gramas de sódio, o que ultrapassa o máximo recomendado do consumo diário.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Essa substância é um grande fator de risco e pode aumentar as chances do desenvolvimento de doenças cardíacas e hipertensão.  Por esse motivo não é aconselhável consumir esses macarrões de preparo instantâneo.

Problemas diversos

Além disso, foi constatado que essas marcas usam uma substância conhecida como glutamato monossódico para realçar o sabor. Embora o uso dessa substância seja liberado pela Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) ela é conhecida por ser viciante e também por provocar diversos tipos de reações no organismo humano.

É preciso ter conhecimento de que o consumo excessivo do glutamato pode provocar inúmeras reações como queimação no peito, náuseas, sudorese, dores de cabeça e fortes enxaquecas. Quando o teste foi realizado no macarrão da marca Maggi, foi descoberto que 23% da formulação do produto é composta por glutamato.

Embora algumas marcas tenham mostrada índices menores que as outras o consumo desse tipo de alimento não é aconselhável, pois pode trazer mais malefícios para a saúde do que benefício.

Publicidade
Publicidade