Sérgio Moro é ameaçado de morte, e Polícia Federal toma atitude surpreendente

O juiz federal Sérgio Moro é uma das maiores figuras do judiciário brasileiro neste momento, pois é ele um dos grandes responsáveis pelos julgamentos das investigações da Operação Lava Jato, fora que o mesmo que vem julgando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em alguns processos, como o do tríplex, pelo qual ele está preso atualmente.

Moro condenou Lula a nove anos e meio de prisão, por conta de supostamente ser dono de um apartamento de três andares no Guarujá, em Litoral de São Paulo, o qual teria sido um presente da Odebrecht por conta de favorecimentos em firmamentos de contratos com a estatal Petrobrás, quando ele ainda era presidente.

Contudo, o julgamento de Moro foi julgado pelo TRF-4  (Tribunal Regional Federal da 4° Região) e a pena foi aumentada para 12 anos. Com isso, Lula foi preso imediatamente, mas agora um jurista solicitou que Lula fosse solto e o ex-presidente estava quase de saída da cadeia, após uma decisão nomeada pelo próprio TRF-4.

Entretanto, Sérgio Moro revogou esta decisão e afirmou que era injusto Lula ser solto e quem tinha tomado esta decisão não tinha capacidade o suficiente para determinar algo tão grandioso, com isso o Lula continuou preso e os acompanhadores do petista ficaram extremamente revoltados com Moro.

O juiz foi ameaçado de morte no Twitter e em outras diversas redes sociais pelos apoiadores de Lula. No entanto, a PF (Polícia Federal) tomou uma atitude e resolveu investigar as ameaças feitas ao juiz federal, que teve sua integridade física colocada em risco.

Agora, aqueles que ameaçaram o juiz federal poderão responder judicialmente pelos seus atos, enquanto Moro fica protegido pela Justiça para que não haja quaisquer tentativas de ferir a integridade do juiz federal, que é muito importante para o prosseguimento de Operação Lava Jato.

Leia Também