Você esquenta o leite do seu bebê no micro-ondas? Veja 3 motivos para não fazer isso

O desenvolvimento tecnológico pode ser muito bom para o ser humano, assim como também promover enormes benefícios, todavia, se for utilizado de maneira demasiadamente ruim. trará malefícios para a saúde humana. Por isso é importante que as pessoas fiquem atentas.

O micro-ondas é um útil eletrodoméstico que é utilizado em quase todas as atuais residências, levando em conta que possibilita velocidade para esquentar ou fazer alimentos. Consta que muitos pais utilizam mamadeiras de crianças para serem esquentadas no micro-ondas com o objetivo de acelerar o processo, além de acalmar o choro, porém pode ser danoso.

Um dos primeiros motivos pelo qual poderá ser perigoso é em razão do bebê correr o risco de se queimar, provavelmente os pais já tenham notado que o bico esquenta mais que o líquido, fator que promove o risco de provocar queimaduras nas mãozinhas ou na língua de criança.

Outra fator é que no momento de esquentar os alimentos ou bebidas em plástico, eles se tornam perigosos, uma vez que o mesmo vai liberar substâncias como BPA (Bisfenol A) além do BPS (seu substituto, Bisfenol S), que correspondem a interruptores endócrinos e com isso, podem causar problemas hormonais. Um dos riscos existentes é os bebês sofrerem de asma, câncer de próstata para os homens ou câncer de mama em mulheres.

A terceira razão é puramente biológica levando em conta que esquentar os alimentos no micro-ondas fará com que venham a perder propriedades importantes para uma boa alimentação, tendo em vista que a composição da proteína do leite será alterada.

Na Rússia, consta que já faz anos que está sendo proibida a utilização, assim como também a venda de micro-ondas, haja vista que os primeiros modelos estavam soltando ondas com eletromagnetismo extremamente elevadas e perigosas, que estavam promovendo danos para a saúde.

Leia Também