in

Policial fura blitz da Lei Seca e causa uma tragédia

Publicidade

A lei para quem ousa cometer a insanidade de fazer uso de bebida alcoólica e dirigir está cada vez mais rígida e infelizmente muitos motoristas ainda cometem este grande erro. Além de colocar a própria vida em risco também assumem o risco de provocar a morte de terceiros.

De acordo com o portal de notícias online 'G1', um policial militar se recusou a parar em uma blitz da lei seca que estava sendo realizada na noite desta sexta-feira (6), na cidade de Nova Iguaçu, localizada na Baixada Fluminense no Rio de Janeiro. Infelizmente a atitude errônea deste agente de segurança causou uma tragédia; saiba mais.

Tragédia em Nova Iguaçu

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O policial militar quando tomou a atitude de 'furar' a blitz, ou seja, não parar para ser averiguado, saiu em alta velocidade e provocou um grave acidente. O acidente aconteceu na Rua Oscar Soares, ao fugir da blitz o PM atropelou duas pessoas e matou uma delas.

O PM, lotado na UPP Fallet, atingiu duas pessoas que estavam numa motocicleta, e uma delas morreu no local. A outra foi levada para o Hospital da Posse, também em Nova Iguaçu. Ela passou por exames de imagem e foi submetida a uma cirurgia. O estado de saúde é considerado estável.

Depois do acidente o agente segurança foi preso em Mesquita, a Corregedoria da Polícia Militar foi acionada, o caso está sendo investigado se sob a responsabilidade da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Acidente grave em outra blitz

Em uma outra região da cidade do Rio de Janeiro, outro motorista inconsequente também se recusou a parar em uma blitz e causou um grave acidente. Neste caso o condutor de uma picape furou a blitz, atropelou um agente de trânsito e logo depois capotou o automóvel. 

O agente da Lei Seca foi levado ao Hospital Miguel Couto, na Zona Sul, onde uma de suas pernas foi amputada. O motorista da picape também foi internado no mesmo hospital.

Número de motoristas bêbados nesta sexta-feira (6), chamou a atenção da polícia

Nesta sexta-feira (6), a Polícia Militar do Distrito Federal (DF) foi surpreendida com o aumento do número de ocorrências depois que a seleção brasileira foi desclassificada da Copa 2018 ao perder para Bélgica por 2 a 0. O número de ocorrências de luta corporal e de violência física registradas no Distrito Federal nesta sexta-feira aumentou 108%, outro dado que também chamou bastante atenção é em relação ao número de motoristas flagrados bêbados. 

O Detran e a Polícia Militar fizeram uma blitz na entrada do Condomínio Sol Nascente, em Ceilândia, de 159 abordagens, 40 motoristas foram flagrados dirigindo bêbados e um homem foi levado para a delegacia porque se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas apresentava sinais de embriaguez.

Publicidade
Publicidade