in

Demitiram o policial gay? PM flagrado aos beijos com outro homem toma dura decisão: ‘vivendo à base de remédios’

Publicidade

Desde a semana passada, um vídeo que viralizou na internet tem causado polêmica por conta de seu conteúdo. Nas imagens, um Policial Militar é visto beijando outro PM dentro de um vagão do metrô de São Paulo. Os dois são namorados e não incomodam ninguém com a atitude, exceto o homem que fez a gravação.

Com a veiculação ilegal do vídeo, o PM acabou sendo vítima de homofobia na internet, e muitas pessoas pediram até a sua expulsão da corporação. Ameaças de morte também foram feitas para o agente público.

Quem estava protagonizando o vídeo foi Leandro Barcellos Prior, de 27 anos. Por conta da polêmica, ele decidiu tomar uma atitude drástica na sua carreira.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Policial gay fica irritado com homofobia

Com o crescimento das críticas ao beijo no vagão do metrô, Leandro Barcellos decidiu pedir afastamento da Polícia Militar. Quem viu as imagens ficou irritado com o fato de atacarem o policial, já que ele apenas mexe no celular e, à certa distância, dá um beijo em seu companheiro. Na ação, ele está fardado com o uniforme da corporação, identificado como "SD PM Prior". 

O afastamento foi protocolado no dia 29 de junho. Leandro justificou que estava "fortemente abalado" com a repercussão do vídeo. Por conta da homofobia que sofreu, o PM se internou em uma clínica de repouso e esta à base de calmantes por conta do estresse vivido. 

O advogado do PM esclareceu que o rapaz está na Polícia há quatro anos e, antes de passar no concurso, residia no litoral norte de São Paulo.

Publicidade
Publicidade