in

Tite relembra gol antológico do Grêmio após vitória da Seleção Brasileira sobre o México

Publicidade

A Seleção Brasileira venceu a Seleção Mexicana nas oitavas de final da Copa do Mundo nesta segunda-feira (2), e Neymar foi escolhido o melhor jogador em campo pela Fifa, após marcar um gol e dar assistência para outro.

Durante a entrevista coletiva depois da partida, o treinador Tite recordou um gol histórico do Grêmio como argumento para defender a postura “transgressora” de Neymar em campo.

Eu tive um gol no Grêmio com o Fábio Baiano dando uma lambreta, fintando o cara e tocando para o Rodrigo Mendes fazer o gol. O futebol brasileiro tem essa característica de drible, de flutuação. Eu não posso tirar isso do Neymar”, afirmou Tite.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O gol a que se referiu o treinador da Seleção Brasileira aconteceu na Copa Libertadores da América de 2002, contra a Oriente Petrolero, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre.

Fábio Baiano deu uma lambreta no marcador adversário na lateral do campo, invadiu a área, driblou um adversário e rolou para Rodrigo Mendes mandar para o gol. Um detalhe interessante é que Fábio comemorou mais o gol do que Rodrigo Mendes (veja no vídeo abaixo).

Naquele ano, o Grêmio foi eliminado na semifinal do torneio continental ao perder para o Olímpia, em casa, nos pênaltis. O time paraguaio avançou à decisão e foi campeão da Libertadores sobre o São Caetano.

Tite treinou o Grêmio em 173 partidas entre 2001 e 2003 e conquistou o Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil, ambos em 2001. O título da Libertadores só voltaria a ser conquistado em 2017 – em 2007, o Tricolor perdeu a final para o Boca Juniors.

Publicidade
Publicidade