in

Filhos de Cristiano Araújo vivem novo drama: ‘Ainda pior’

Publicidade

O site TV Foco divulgou nesta sexta-feira, 22/06, uma novidade em torno da família de Cristiano Araújo. A revelação chocou muita gente, como você vê a seguir. Os dois filhos do cantor Cristiano Araújo, morto em 2015 em um acidente de carro, ainda não receberam o valor do seguro do carro do sertanejo. De acordo com a justiça, o dinheiro está na conta do processo do inventário.

Publicidade

Seguidores acham absurdo descaso de empresário

Muita gente usou as redes sociais para falar a respeito do assunto. "Isso é ainda muito pior', disse um dos fãs de Cristiano Araújo. 

Publicidade

De acordo com informações do portal G1, os responsáveis por João Gabriel, de 9 anos, e Bernardo, de 5 anos, filhos do sertanejo, estavam disputando o valor com um empresário, que não teve o nome divulgado. Informações dão conta de que a Range Rover do cantor ainda estava vinculada ao homem.

O automóvel de luxo era usado por Cristiano desde abril de 2015, dois meses antes do acidente, para viagens relativamente curtas a locais onde faria shows. Além dele, a namorada, Allana Moraes, também morreu. O empresário Victor Leonardo e o motorista Ronaldo Miranda, que também estavam no carro, ficaram feridos.

Publicidade

Empresário de  Cristiano Araújo dá o seu lado

Até que o montante do seguro fosse liberado, o veículo foi alvo de uma intensa disputa entre as partes. Cristiano Araújo tem como herdeiros dois filhos. O empresário e os responsáveis pelas crianças apresentam versões diferentes em relação à posse do carro.

“Nós comprovamos com documentos fornecidos pela família, algumas informações que a gente tinha na época e no processo que surgiu sobre a propriedade do veículo. Conseguimos provar que o veículo, apesar de estar em nome de uma empresa, não do falecido, pertencia a ele”, contou o advogado da mãe de Bernardo, Luiz Fernando Freitas Pires.

A advogada Marly Marçal, que representa o empresário, disse que seu cliente adquiriu o carro à vista, para uso próprio, mas que ficou apenas dez dias com o veículo. Temendo pela segurança de Cristiano, com quem trabalhava, ele resolveu cedê-lo para a realização das viagens.

Publicidade

Leia Também

Lugano revela motivo por ter dito não ao Grêmio

Com bebê no colo, mulher é atacada brutalmente por ex-marido; assista