in

Quem é o ‘boi bravo’ que o São Paulo controlou em Cotia? Conheça Paulinho Boia

Publicidade

Paulinho Boia, de 19 anos, é o típico jovem brasileiro: fala gírias, palavrões e é apaixonado por futebol. O meia-atacante se considera um "boi bravo", mas diz que anda mais controlado depois que chegou no São Paulo.

O apelido de Boia era realmente boizinho e foi dado pelo seu tio por causa do seu temperamento difícil. Mas ele admite que depois que chegou na base do São Paulo, em 2013, as coisas começaram a mudar e ele começou a amansar.

Paulinho tem chance de ser emprestado a outros clubes, mas já deixa que seu objetivo é voltar ao tricolor e fazer história no time que o formou. "Quero jogar aqui, no São Paulo. Se decidirem que preciso pegar ritmo porque aqui não tenho chance, saio, mas volto mais forte do que antes. Tenho o sonho de jogar na Europa, onde estão os jogadores de alto nível e você fica mais perto da Seleção e de ser o melhor do mundo, como todo jogador tem como meta. Mas vou vingar aqui", projetou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Em entrevista ao Lance, Paulinho Boia falou sobre as expectativas que tem para sua carreira no futebol e também sobre seu histórico dentro de campo. Mesmo sendo considerado um "boi bravo", Boia nunca foi expulso nos jogos que fez pela base.

"O São Paulo controlou (esse temperamento) mesmo. Quando eu jogava na escolinha, era direto. Mas, no São Paulo, com a responsabilidade que adotei, eu não podia deixar passar. Ou melhorava ou perderia tudo", explico.

Ele ainda é o destaque da base, não se firmou no time principal, mas tem esperanças de fazer isso o mais rápido possível. Mesmo conseguindo boas atuações desde 2015, Paulinho não teve muitas chances no time profissional do São Paulo e mesmo que isso o deixe um pouco frustrado, ele sabe que é necessário paciência.

"Sou novo, e tem cara aqui com muita história, rodado. Fico p… às vezes por não ter chance, mas, como sou novo, preciso ter paciência e trabalhar para, quando a chance chegar, aproveitar da melhor forma possível. É difícil ficar só treinando, às vezes desmotiva, mas só de estar aqui, no São Paulo, jogando ou não, é bom demais". 

Paulinho chegou a ser cogitado no São Bento antes de começar  Brasileirão 2018, mas em conversa com o técnico Diego Aguirre, ele disse que não queria sair do São Paulo antes de ter uma oportunidade de jogar com a camisa tricolor. O garoto merece mais chance no elenco principal do São Paulo?

Publicidade
Publicidade