Polícia federal revela assunto de e-mail que envolve filho de Gilmar Mendes

E-mails envolvendo Francisco Mendes, filho de Gilmar Mendes, surpreendem a Polícia Federal durante a investigação na 'Operação Trapaça', na terceira fase da Operação Carne Fraca.

A "Operação Trapaça", realizada através de investigações da Polícia Federal, descobriu e-mails com conversas de representantes da empresa BRF juntamente com o filho do Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Isso vai permitir que se aprofundem as investigações do caso.

As conversas supostamente envolvem Francisco Schertel Ferreira Mendes e de acordo com a Polícia Federal, podem culminar o envolvimento do filho do ministro Gilmar Mendes através de um material apreendido constando informações trocadas entre ele e Ana Rovai, diretora jurídica da companhia BRF.

A operação, que realizou a quebra do sigilo, faz parte da terceira fase da Operação Carne Fraca realizada pela Polícia Federal. Os agentes estão surpreendidos com o relacionamento descoberto entre a diretora jurídica com o filho do ministro Mendes.

Para manter as conversas, ele teria usado o e-mail do Senado. Francisco Mendes afirma, nos e-mails, que teria tido prazer em conversar com Ana em um debate que ocorreu na FGV. Depois ele ainda a convidou para tomar um café em Brasília.

A troca de e-mails entre eles revelou à Polícia Federal que Francisco Mendes disponibilizou seus contatos para poder trocar ideias a respeito supostos interesses em possíveis aperfeiçoamentos que interessassem.

Nos e-mails trocados com Ana Rovai, ela agradeceu o convite de tomar café com Francisco Mendes em Brasília e também o convidou para tomar outro, quando ele estivesse em São Paulo.

Agora a PF vai apronfundar as investigações do caso, envolvendo as conversas entre os dois. As informações foram divulgadas no site O Antagonista.

Leia Também