in

Após 68 anos, gibis da Disney não serão mais publicados no Brasil

Publicidade

Uma triste notícia abalou os fãs dos quadrinhos da Disney, uma das maiores empresas de animação e diversão do planeta. A multinacional irá fechar as portas no Brasil para publicações de gibis após 68 anos publicando no país. Quem comunicou oficialmente o término dos quadrinhos foi o departamento de assinaturas da Abril, que enviou uma nota para os compradores mais fiéis.

O diretor de assinaturas da editora, Ricardo Perez, confirmou a informação por meio de nota e disse que a empresa vai fazer o possível para que os leitores não sejam prejudicados com a decisão. Os assinantes não devem ficar desamparados. O diretor avisou que eles receberão uma carta com detalhes sobre o ocorrido.

O Pato Donald foi o primeiro personagem a ser publicado no Brasil pelos quadrinhos da Disney, no ano de 1950. Mensalmente, o personagem ia para as bancas de jornal de todo o Brasil. Uma das mais conhecidas foi a edição feita com Donald e Zé Carioca, personagem criado por Walt Disney especialmente para os brasileiros.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Ainda não há confirmação, mas existe a possibilidade da Panini, editora infanto-juvenil no ramo de quadrinhos, assumir as publicações da Disney no Brasil.

Comunicado da Disney

Veja abaixo o comunicado completo.

"Caro assinante,

Como você está acostumado, sempre agimos com transparência em relação à sua assinatura de revistas e, desta vez, não é diferente.

Após revisão estratégica do Grupo Abril, a partir de junho de 2018 os quadrinhos Disney não serão mais publicados por nós.

Esta notícia começou a circular em alguns veículos de comunicação na última semana e, em respeito ao relacionamento que temos com você, optamos por formalizá-la. Nós também estamos chateados com isso e tomando todas as providências para você não sofrer nenhum tipo de prejuízo.

Nas próximas semanas, você receberá uma carta com todos os detalhes e orientações.

Contando com a sua compreensão, agradecemos a confiança e esperamos continuar com sua importante presença entre os assinantes Abril."

Publicidade
Publicidade