in

Mercado da bola: titular no São Paulo, jogador acerta com o Al-Ittihad

Publicidade

O mercado da bola esquentou mais uma vez e desta vez, Valdívia foi o jogador negociado. Agora, o atleta não joga mais mais pelo São Paulo – e nem pelo Inter. Nesta última quinta-feira, o meia aceitou a proposta do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, e fechou contrato de empréstimo válido por uma temporada. 

De acordo com informações, o empréstimo foi fechado por cerca de 3,5 milhões de dólares (mais ou menos R$ 12, 95 milhões). Nos termos do contrato, o time árabe se reserva ao direito de compra, com valor fixado ao término do contrato de empréstimo.

Valdívia foi liberado mais cedo durante o treino do São Paulo na última quarta-feira para viajar para Zurique, na Suíça, afim de finalizar a negociação. Desta forma, o atleta já não enfrentará neste próximo sábado, o Curitiba, em partida válida pela décima primeira rodada do Brasileirão.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Os direitos de Valdívia estão divididos da seguinte forma: 40% do Inter, e os 60% restantes divididos entre o empresário, um investidor e o União Rondonópolis, primeiro clube que jogou. Sendo assim, o São Paulo não receberá nada proveniente da venda do atleta, contudo, irá economizar cerca de R$ 1, 8 milhão em salários que seriam pagos a ele.

Para entender melhor, Valdívia possui contrato com o Internacional até dezembro de 2020, no entanto, em fevereiro deste ano, ele foi emprestado ao São Paulo, onde ficaria até dezembro. Contudo, uma cláusula no contrato de empréstimo dava ao clube gaúcho o direito de encerrar o vínculo em caso de proposta de venda para outro clube, o que foi exercido agora para o empréstimo ao time árabe, sendo que o mesmo clube poderá exercer o direito de compra ao fim do contrato.

A equipe anunciou oficialmente a transação em seu Twitter oficial nesta sexta-feira.

 

Publicidade
Publicidade