in

Gays brasileiros recebem ‘dicas de comportamento’ para assistir os jogos da Copa do Mundo na Rússia

Publicidade

Todo mundo sabe que a Rússia não é um país muito tolerante com os homossexuais. Pensando nisso, o Ministério das Relações Exteriores publicou, nesta quinta-feira (7), um guia para orientar os brasileiros que vão viajar para assistir os jogos da Copa do Mundo.

O Guia Consular do Torcedor Brasileiro lançado pelo Itamaraty desaconselha homossexuais a se manifestarem em público com gestos de carinho. Todo cuidado é pouco e os motivos basicamente são dois.

O primeiro é que manifestações intentas de afeto em público não são comuns no país-sede da Copa do Mundo. Atos entre pessoas do mesmo sexo podem ser encarados como "propaganda de relações sexuais não tradicionais feita a menores". A lei determina multa e até mesmo deportação.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Outro motivo que preocupa é que um grupo paramilitar da cidade de Rostov do Don, onde a seleção brasileira estreia contra a Suíça, no dia 17 de junho, promete patrulhar as ruas para impedir que casais homossexuais troquem carícias em público. Beijos, abraços e andar de mãos dadas se enquadram em trocar caricias.

O Ministério das Relações Exteriores pede ainda que os torcedores brasileiros estejam sempre com o passaporte em mãos e os orienta a não ingerir bebidas alcoólicas nas ruas. Há também a orientação para que se evite manifestações públicas sobre alguns temas.

Entre eles estão temas políticos, ideológicos, sociais e de orientação sexual. Na Rússia há uma lei que proíbe a propaganda gay para menores de idade. O país presidido por Vladimir Putin é constantemente acusado pela comunidade internacional de violar os direitos dos homossexuais.

A Copa do Mundo será disputada entre os dias 14 de junho e 15 de julho. Na primeira fase, a seleção brasileira joga nos dias 17, 22 e 27 de junho nas cidades de Rostov do Don, São Petersburgo e Moscou, respectivamente.

 

Publicidade
Publicidade