Jogador revela motivo pelo qual não consolou goleiro Karius após falhas contra Real Madrid na final da Champions

Leia também

Covid-19: estas são as sequelas que podem surgir nos pacientes recuperados da doença

Os pacientes que se recuperaram da Covid-19 podem sofrer com algumas sequelas.

Esta é a mensagem que uma criança com câncer deixou para a mãe

Nolan Strong, de apenas 4 anos, tinha um tipo raro de câncer terminal e deixou uma linda mensagem para a sua mãe antes de morrer.

Augusto Cury ensina como Jesus lhe ensinou a tratar depressão

Augusto Cury é psiquiatra e, como muitos da ciência, já foi ateu. Agora cristão, revelou como tratar depressão.

Você vai se emocionar com a reação deste cão vendo sua casa incendiada

Em 2018, na Califórnia, EUA, um incêndio destruiu cerca de 14 mil casas. Um cão sobrevivente voltou ao local e sua reação foi extremamente comovente.
Publicidade

Quando o árbitro sérvio Milorad Mazic apitou o centro do campo e decretou a vitória do Real Madrid por 3 a 1 sobre o Liverpool, o goleiro dos Reds, Loris Karius, foi aos prantos. Afinal, ele sabia que havia sido o "vilão" da perda do título da Uefa Champions League ao falhar em dois gols, de Karim Benzema e Gareth Bale.

Vários jogadores, inclusive merengues, resolveram ir atrás do alemão para consolá-lo, mas um jogador em especial não foi: Georginio Wijnaldum.

Publicidade
Publicidade

O fato causou estranheza em todos e, nesta terça-feira, o meio-campista holandês fez questão de explicar por que não abraçou o arqueiro depois da derrota para os madridistas.

Publicidade

"Eu não disse nada porque muitas pessoas já estavam indo na direção dele e, às vezes, você não gosta de ter muita gente em volta", disse.

Publicidade

"Não foi o desfecho que esperávamos para nossa campanha da Champions, mas, você sabe, às vezes essas coisas acontecem no futebol. É muito frustrante, mas não podemos mudar nada", completou Wijnaldum, claramente incomodado com o resultado.

No mesmo dia da decisão, Karius recebeu diversas ameaças de morte em sua conta oficial do Twitter, o que fez com que a Polícia de Merseyside iniciasse uma investigação para prender aqueles que as fizeram.

"Querido @LorisKarius, onde quer que você esteja, eu espero que toda sua família morra de AIDS, seu alemão de merda", postou um dos torcedores. "Eu vou assassinar sua namorada. Vou assassinar sua namorada", escreveu outro.

"Todos os posts da mídia social dessa natureza extremamente séria e quaisquer ofensas identificadas serão investigadas", comentou uma porta-voz da Polícia de Merseyside ao jornal britânico The Telegraph.

No domingo, o goleiro foi à sua conta pessoal para, mais uma vez, se desculpar com a torcida do Liverpool.

“Realmente ainda não consegui dormir nada até agora… As cenas continuam passando pela minha cabeça de novo e de novo… Estou infinitamente decepcionado e sinto muito pelos meus companheiros de equipe, pelos nossos torcedores e por toda a equipe. Eu sei que estraguei tudo com os dois erros e joguei tudo por terra”, disse o goleiro.

“Como eu disse, só gostaria de voltar o tempo, mas isso não é possível. Tudo é ainda pior porque nós sentimos que era possível vencer o Real Madrid e estivemos no jogo durante um longo tempo”, continuou.

Na última da sequência de depoimentos, Karius agradeceu a oportunidade de ter feito parte de toda a trajetória do Liverpool na Champions League e garantiu que todos voltarão mais fortes depois de tudo o que aconteceu no último sábado. “Obrigado a nossos fãs em Kiev, que foram inacreditáveis e seguraram minhas costas depois do jogo. Obrigado e nós voltaremos mais fortes”, finalizou.

Fonte: ESPN