in

Velha infância: 8 fatos que só entendem quem jogou PlayStation 1

No dia 3 de dezembro de 1994, era lançado o PlayStation One, um console que marcou a infância de muitas pessoas por todo o mundo já que, em seus 12 anos de fabricação (parou em 2006), foram vendidos mais de 100 milhões de unidades. Hoje, com quase 25 anos de história, o video-game está muito atrasado tecnologicamente, porém, foi o ponto de partida para vários outros, sendo de certa forma revolucionário não só neste meio, mas também na infância de muitos, pois apresentava uma joagabilidade e gráficos muito defirentes dos consoles que lideravam o mercado na época, Nintendo e Sega. Se você fez parte da geração PS1, vai entender os fatos abaixo.

1 – A intro

Essa intro fez a alegria de muitos, e não era para menos, já que neste tempo certamente suas responsabilidades e preocupações eram bem menosres que a de hoje. Uma bela nostalgia para começar.

 

2 – Memory Card

Como o Memory Card possuia pouco espaço, era uma missão e tanto escolher qual jogo salvaria. A menos que se tivesse mais de um Memory Card, o que era raro, você tinha que pensar muito se valia a pena ou não salvar um jogo. Muitas vezes, o arrepemdimento era certo.

 

3 – 2 em 1: além de video-game, também servia para escutar música

Como se não bastasse, além de ser o video-game dos sonhos, ainda era um player de músicas. Hoje, pode não parecer, mas na época isso era o ápice dos consoles. Além de jogar, podia também ouvir seu CD favorito.

 

4 – A pasta de guardas CD's

Além de servir para guardar os CD's, a pasta também servia para organizá-los e protegê-los de serem arranhados e travarem na hora de jogar. Com ela, você poderia levar seu jogos para onde fosse e fazer boas trocas com os amigos, mantendo assim uma boa coleção de games.

 

5 – Comprar revistas para aprender mais sobre os jogos

Na época do PS1, a internet era precária e poucos tinham acesso a ela. Sendo assim, a melhor forma de acompanhar o mundo dos games era comprar revistas. Nelas você encontrava dicas para passar de fases, combos, segredos, formas de liberar algo secreto, lançamentos e muito mais.

 

6 – Controles falsos

Acidentes eram certos com os controles, por mais que você tivesse cuidado com eles. E como os originais eram muito caros, a solução era improvisar com controles falsos. Era normal tirar peças de 2 ou mais controles para formar um. Tudo para não ficar sem jogar.

 

7 – Virar o console em todas as posições até ele pegar

No Super Nintendo o segredo era principalmente soprar as fitas. No PlayStation, o segredo era virar o console de cabeça para baixo. Se não pegasse, virava de lado. Se não pegasse, do outro lado…. E assim era, virando o console em todas as posições até que ele funcionasse.

 

8 – Roberto Carlos no Winning Eleven

O lateral-esquerdo possuia velocidade e força do chute máxima no jogo, o que facilitava muito para deixar os adversários para trás na corrida, fazer gols de longe e de falta. Sendo assim , quando estava perdendo um jogo e tinha o craque em seu time, bastava investir em bolas para ele. Colocá-lo no ataque era apelação e quase nunca falhava.

E aí, foi bom relembrar do PlayStation? Se lembra de outro fator nostálgico sobre o game? Deixe nos comentários.

Leia Também

Delicioso biscoito amanteigado com apenas 3 ingredientes

Mortes, drogas, prisão: a maldição dos vencedores do BBB que a Globo tanto escondeu