Servidores estaduais do Rio em situação caótica

Servidores estaduais do Rio seguem um calvário diário, se antes a luta era por melhores condições de salário, hoje ela se resume a um direito básico e mínimo. Receber os pagamentos em dia tem sido uma missão árdua e cada vez mais difícil de ser alcançada.

É vexatória a situação diária de protestos e a infinidade de matérias sobre o assunto, ninguém gostaria de que fosse assim, mas a ‘genialidade’ do governador do Estado em resolver o problema sobretaxando de impostos quem ele já não paga é um exemplo de que a incompetência ainda não chegou ao fundo do poço.

Os representantes do estado propuseram um pacote de medidas que, caso seja aprovado, promoveria uma redução salarial que pode ultrapassar os 50% do salário dos servidores estaduais do Rio. Se somar a contribuição previdenciária, o desconto do imposto de renda, mais o reajuste das alíquotas da própria contribuição para aposentadoria, o que já era muito ruim, passaria a uma situação de penúria sem precedentes.

A 1News Brasil nunca ‘demonizou’ servidores de qualquer categoria, municipais, estaduais ou federais. Não é de agora que você poderá observar aqui matérias que defendam o funcionalismo público de forma geral. Não há de nossa parte oportunismo midiático, com fins de se aproveitar da catastrófica administração que faliu o Estado, para somente ‘agora’ ponderar que os serviços públicos estão condicionados a servidores com salários dignos e em dia.

Fica o nosso respeito ao trabalho dos servidores estaduais do Rio, federais e municipais que estão lutando contra a precarização dos serviços públicos e a mídia que ‘só agora’ resolveu enxergar com ‘bons olhos’ a desesperadora situação pela qual passam os funcionários do Estado fluminense.

Observação

Houve a necessidade da publicação desta pauta como editorial de ‘opinião’ e não de notícia, pois seria um descaso e desrespeito não comentar que a gestão de Pezão e seus antecessores quebraram nosso Estado e sucatearam ainda mais os serviços que prestam à população.

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.