NOTÍCIASPolicial

Advogada é encontrada morta após denunciar assédio no trabalho através do Facebook

Após postar uma mensagem em seu perfil no Facebook, a advogada Ariadne Wojcik, que estava nomeada para assumir assumir uma vaga no Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), morreu de forma misteriosa. Em seu post a jovem advogada denunciou um suposto assédio que sofreu em seu ambiente de trabalho. Ela contou que o suposto agressor era seu professor enquanto fazia um estágio em Brasília.

A nomeação de Ariadne havia sido publicada ontem (08), mas não compareceu para assinar o termo de posse para trabalhar no gabinete de um desembargador. No relato, ela conta que procurou um de seus professores para concorrer a uma vaga de estágio.“Eu achava aquele professor o máximo, extremamente inteligente, detalhista, perspicaz, minucioso, brilhante. Como poderia ser ruim? Até que as coisas começaram a ficar esquisitas”, diz trecho da mensagem.

“As coisas ficaram muito estranhas quando ele demonstrava que sabia todos os lugares onde eu ia, sabia o teor das minhas conversas, com quem eu falava, sabia as páginas que eu acessava no meu computador pessoal”, contou. Ainda segundo o relato da jovem, o professor passou a monitorar inclusive o horário em que ela chegava em casa.

No fim do post, Ariadne relata que não aguentava mais a situação, diz que “desistiu de tudo” e pede “perdão” à família e aos amigos. “Que na próxima reencarnação eu possa fazer uso de todo o aprendizado que isso me trouxe, mesmo com tanta dor e sofrimento.”

Equipes do Corpo de Bombeiro e o Centro Integrado de Operações Aéreas iniciaram as buscas e Ariadne foi achada às 15h, mas apenas às 17h os militares conseguiram resgatar o corpo por causa da chuva. No local, também estava a bolsa com os documentos dela. As circunstâncias da morte são investigadas pela Delegacia Municipal da Chapada dos Guimarães, mas a principal hipótese é que a jovem tenha cometido suicídio. 

Confira o post completo:

Leia Também

Nellysson Silva

Sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: nellysson@1news.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.