BrasilNOTÍCIAS

Veja dicas para economizar e viajar com tranquilidade

Férias, feriados, festas de fim de ano, datas comemorativas…basta aparecer uma oportunidade e já pensamos em realizar aquela viagem. Seja para perto ou para longe, especialistas garantem que planejar os dias em que for ficar fora de casa é crucial para uma viagem sem stress e sem grandes surpresas negativamente financeiras.

Para o diretor executivo da Encontre Sua Viagem, Henrique Mol, o ideal é programar com antecedência uma viagem, pois os valores de pacotes ficam mais em conta, a probabilidade de um parcelamento aumenta e o risco de não encontrar vagas em hotéis e resorts devido a alta temporada. “Recomendamos planejar uma viagem nacional de três a seis de meses de antecedência e a internacional de 12 a 9 meses”, explicou o diretor.

Mol revela as principais dicas para que toda a programação ocorra bem! Segundo o executivo o primeiro passo é definir o local de estadia e comprar passagens. “Contratar um pacote de agência é uma opção bem legal de ser avaliada, isso porque a medida proporciona comodidade ao viajante que não precisa pesquisar roteiros e atrações turísticas”, falou o profissional.

Outra orientação é sobre a organização dos gastos. “Reservar uma quantia para alimentação, compras, lazer e afins, ajuda a manter o controle e evitar excessos. É preciso que haja um limite de gastos”, relevou.

Também é necessário ficar atento em pequenos detalhes, como por exemplo, o clima do local, o domínio da língua nativa do lugar, hospedar em hotéis que fiquem localizados próximos às principais atrações ou próximos dos aeroportos.

Preparar um roteiro pode parecer desnecessário, mas esse item é muito importante. O ideal é combinar com o tipo de viagem: se for a dois, vá a restaurantes românticos e passeios que inspirem. Se a viagem for em família, procure atrações que agradem à criançada. “Em casos de parques temáticos, o ideal é comprar o ingresso com antecedência para evitar gigantescas filas. Procure por voos que se encaixem nos horários para que não ocorra atrasos”, auxiliou Mol.

Outro ponto importante é não esquecer de preparar a documentação necessária para a viagem como o passaporte e o visto.

Segundo Mol aderir à moeda estrangeira é melhor que concentrar as compras em cartão de crédito. “Isso porque a elas são tributadas em 6,38% e o consumidor não sabe quanto vai vir no fim. A conversão da moeda estrangeira para o real só acontece no dia do fechamento da fatura. Mas ainda assim recomendamos informar à operadora de crédito sobre a viagem porque pode acontecer uma emergência, e o cartão precisa estar habilitado para ser utilizado”, falou.

Leia Também

Marli Prado Ulprist

Jornalista, assessora de imprensa e sócia - diretora do 1 News Brasil, formada há mais de 10 anos em comunicação social com habilitação em jornalismo. Amo a minha profissão e escrever é o que mais gosto, é mais que um hobby, é muito amor envolvido em cada matéria. Para entrar em contato comigo mande um e-mail para marli@1news.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.