ESPORTESFutebol Brasileiro

Violência no futebol: jogador mata árbitro após ser expulso de partida

Parece que o esporte que encantou o mundo e tem apaixonados por todos os cantos do planeta está ficando cada vez mais violento dentro e fora de campo. No México, um jogador de futebol amador acabou matando o árbitro após ser expulso de uma partida. Sem concordar com a decisão do juiz, Ruben Rivera Vázquez deu uma cabeçada em Victor Trejo, de 59 anos, provando a morte do comandante da partida. Trejo teve traumatismo craniano e hemorragia o que levou a morte a caminho do hospital.

O crime aconteceu em um jogo entre Canarios e Lindavista, na cidade de Tulancingo (MX). O jogador que fugiu logo após descobrir sobre a morte do juiz está sendo procurando pela polícia e será julgado pelo homicídio.

Em entrevista a um jornal mexicano, Alejandro Monzalvo que faz parte do Colégio de Árbitros de Pachuca criticou a situação dos juízes no futebol amador do México onde os profissionais ganham um salário equivalente a menos de R$ 90 e estão expostos a agressões, sem nenhuma segurança.

No Brasil

Assim como o mexicano, o zagueiro Ferreira do Guarani não gostou do cartão vermelho levantado pelo árbitro Marcos Mateus Ferreira  na partida do Campeonato Brasileiro da série C. Ferreira visivelmente descontrolado partiu para cima do juiz, derrubou seu um de seus companheiro de equipe e precisou ser contido por alguns membros da comissão técnica do bugre.

Com a intenção de inibir atitudes como esta, o árbitro espera que o jogador seja punido pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Segundo o atleta do Guarani, o departamento jurídico do clube vai tentar amenizar sua pena que pode chegar a 12 meses de afastamento.

“Vai complicar um pouco, mas independente disso, as pessoas ainda vão analisar que houve um equívoco. Tenho certeza disso. Sobre o gancho: um ano? Que é isso, eu não matei ninguém para pegar uma pena como essa”, finalizou.

 

Ferreira, Boa Esporte x Guarani, final Série C (Foto: Rodrigo Villalba/ GloboEsporte.com)

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.