BrasilNOTÍCIAS

Estado do Rio de Janeiro registra a primeira morte por febre amarela este ano

A vítima da febre amarela que faleceu era morador da zona rural de Teresópolis.

No mês de janeiro, dois casos de febre amarela foram registrados no Estado do Rio de Janeiro e uma das vítimas morreu.

 

De acordo com informações da SES (Secretaria de Estado de Saúde), o homem que veio a óbito tinha 48 anos de idade e era morador da zona rural de Teresópolis, na região Serrana do Rio. A outra vítima da febre amarela é morador de Valença no Sul Fluminense e ainda estar internado. Os casos de contaminação foram confirmados nesta quinta-feira (11) por exames laboratoriais realizados pela Fiocruz.

 

A SES afirmou por meio de uma nota que os municípios de Valença e Teresópolis possuem cobertura vacinal superior a 80%. Porém, foram disponibilizadas doses suficientes de vacina para imunizar 100% da população das duas cidades. A Secretaria de Estado de Saúde recomendou que a campanha de vacinação seja intensificada em todas as prefeituras, principalmente em locais de mata.

 

No ano de 2017, 27 casos de febre amarela silvestre foram confirmados em humanos durante o período de 15 de março e 31 de dezembro. A doença causou nove mortes. A Secretaria Estadual de Saúde afirmou que 12 municípios registraram casos de febre amarela em macacos desde março do ano passado.

 

Febre amarela: vacina fracionada é contraindicada em alguns casos

 

Imunização contra a Febre amarela com a utilização de doses fracionadas da vacina começa em fevereiro nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. O Ministério da Saúde diz haver 360 casos suspeitos da doença, desde julho de 2017. A campanha conta com a verba de R$ 54 milhões.
A campanha foi criada devido a constatação da circulação do vírus em novas áreas no país. A meta é vacinar 95% dos 19,7 milhões de habitantes das regiões selecionadas.
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, garante que a dose fracionada da vacina é eficaz no combate à doença. Em São Paulo, o Dia D de Vacinação está marcado para 3 de fevereiro. O plano prevê a aplicação de doses fracionadas em 53 municípios paulistas. As autoridades de saúde do estado pretendem vacinar 6,3 milhões de pessoas.
Nos estados do Rio de Janeiro e Bahia, a campanha acontece entre os dias 19 de fevereiro e 9 de março em municípios escolhidos por seus governos estaduais.

Febre Amarela no Brasil
A doença é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti e considerada erradicada no Brasil desde 1942. Após o surgimento de novos casos, o governo brasileiro reforça o combate à Febre Amarela no Brasil. O Ministério já liberou R$ 15,8 milhões para o combate da doença em São Paulo. O Ministério da Saúde anuncia a liberação de R$ 30 milhões para o rio de Janeiro e R$ 8,2 milhões para Bahia, em fevereiro.

 

 

 

 

 

 

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.