MundoNOTÍCIAS

No Reino Unido, homem é acusado de passar informações do príncipe George a terroristas

O homem, chamado Husnain Rashid, teria divulgado dados sobre o príncipe para terroristas.

Husnain Rashid, britânico de 31 anos, compareceu a um tribunal nesta quarta-feira, 06/12, por supostamente haver divulgado informações pessoais do príncipe George. Segundo as informações, o homem teria facilitado fotos e o endereço da escola de George através das redes sociais para terroristas, visto que o filho de Kate e William seria um dos alvos. Ele teria se comunicado através do aplicativo Instagram, no qual dava dicas e sugeria possíveis alvos para os terroristas. 

 

Rashid já havia sido preso no dia 22 de novembro deste ano, mas só agora foi a julgamento. Ele confirmou sua identidade nesta quarta-feira, 6, em uma audiência na Corte de Magistrados de Westminster. Segundo o relato da promotora Rebecca Mundy, o homem foi acusado de preparar atos terroristas e se associar a outros potenciais terroristas.

 

Durante o julgamento, também o acusaram de planejar mudar-se para a Síria, a fim de pertencer ao grupo extremista Estado Islâmico. Apesar disso, Rachid se declarou inocente de todas as acusações perante o tribunal. 

 

Padre está pedindo orações para que o príncipe George seja gay e causa polêmica

O príncipe George tem só 4 aninhos, mas está envolvido em uma tremenda polêmica de nada. É que um padre escocês está pedindo a todos para que em suas orações, peçam a Deus para que o terceiro na linha de sucessão ao trono seja homossexual. A intenção do padre é que assim, o casamento gay seja visto como algo normal e as pessoas parem de fazer críticas quando duas pessoas do mesmo sexo fazem a opção de viver juntas.

 

Kelvin Holdsworth é reitor da Catedral de Glasgow e um dos nomes mais importantes na Igreja Episcopal escocesa, o que fez com que o pedido, aparentemente, simples, logo ganhasse destaque no mundo todo. E como o religioso usou seu blog para fazer tal pedido, a notícia se espalhou com uma velocidade imensa.

 

O padre escreveu que os fiéis podem rezar em silêncio, ou até mesmo em público, caso alguém se atreva, para que Deus faça com que o príncipe George encontre, quando crescer, um bom jovem cavalheiro. “Um casamento real ajudará a solucionar as coisas de maneira incrivelmente fácil, apesar de termos que esperar 25 anos para que isso aconteça”, escreveu Kelvin.

Vale ressaltar que a igreja anglicana da Inglaterra é contra o casamento gay, enquanto sua representante escocesa é a favor.

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.