EconomiaNOTÍCIAS

Adsply: pirâmide financeira pode ter aplicado golpe que ultrapassa meio bilhão de reais

A polícia de Pernambuco suspeita que, o dono da empresa, com sede em Uberlândia, fugiu do país com o dinheiro dos investidores.

Os estelionatários não param de inovar e sempre aparecem com novas pirâmides financeiras. Dessa vez o alvo das investigações é a Adsply. A polícia de Pernambuco já está com o caso que poderá ter dado um golpe que ultrapassa meio bilhão de reais.

 

A suposta empresa com sede em Uberlândia criou um espécie de moeda virtual, aproveitando o momento do Bitcoin para atrair investidores. Para iludir e ganhar mais credibilidade, ela se apresentava como parte de uma rede de associados em mais de 90 países. A suspeita da polícia é que o dono tenha fugido do país com todo o dinheiro dos investidores.

 

O golpe é o mesmo de sempre: promessa de retorno financeiro fácil e rápido. Só no estado de Pernambuco eram mais de 20 mil usuários cadastrados no aplicativo da pirâmide. O golpe consistia em conseguir mais investidores através de convite, e os ganhos variavam de 10 a 25% sobre o valor do novo investidor indicado. O depósito inicial seria investimento na compra da tal criptomoeda.

 

Em um comunicado postado no site da empresa há uma promessa de restituir todos os investidores. Segundo a nota, o que causou todo o transtorno foram as denúncias que causaram o banimento das contas da empresa na companhia Bittrex, empresa de moeda digital. A nota informa que os investidores brasileiro serão ressarcidos até março de 2018.

Leia Também

Nellysson Silva

Sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: nellysson@1news.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.