EnemOPORTUNIDADES

Enem 2017: confira os fatos curiosos

Saiba todos os fatos curiosos que aconteceram no Exame Nacional do Ensino Médio em 2017.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), é o evento mais esperado do calendário estudantil brasileiro, sendo a principal porta de entrada para os jovens e adultos no universo do ensino superior (Faculdade e Universidade). Em 2017, o Enem foi marcado por vários fatores curiosos, que não haviam acontecido em edições anteriores, sendo um deles a data de realização, que passou de dois dias consecutivos para dois domingos consecutivos.

 

O Enem 2017, chamou a atenção po alguns fatos jamis visto antes na realização do exame, esses fatos foram desde a exclusão de candidatos por motivos no mínimo confusos, até a realização de acampamento para não se atrasar para prova. Esses e outros fatos fizeram do Enem 2017 o mais confuso e hilário de todos os exames já ministrados no Brasil. Confira todos fatos curiosos abaixo:

 

Os fatos curiosos do Enem 2017, começaram antes mesmo da realização da prova, ainda na divulgação do método de aplicação que seria adotada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que teve sua primeira surpresa com o tempo de prova que teve acréscimo de uma hora nos dois dias, além de alterar a data da redação que era realizada no segundo dia e passou para o primeiro dia de realização do exame. Alguns candidatos relataram que fatos curiosos ocorram com os mesmo durante o Enem, entre eles um caso em especifico chamou a atenção de todo o Brasil, uma candidata moradora de Fortaleza diz ter sido excluída do exame por porta uma moeda em um dos seus bolsos. “Na hora que passei na porta para sair, o detector de metais pegou as moedas”, lembra. “Não estou acreditando que fui eliminada por causa de duas moedas. Meu Deus do céu. Muita frustração para uma pessoa só. Passei ano estudando para ser elimanda por causa de duas moedas”, lamentou Mayane Cecília, candidata de 16 anos. O Inep negou as acusações por meio de nota oficial, confira o que diz o Inep: “Segundo relato da coordenadora, ao verificar que a participante estava portando lapiseira, solicitou que a mesma a acompanhasse à coordenação. Chegando lá, perguntou se ela havia sido avisada, antes do início das provas, que não poderia portar tal material, a participante afirmou que sim e que havia retirado essa lapiseira de sua própria bolsa”, diz a nota.

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.