EconomiaNOTÍCIAS

Fim da isenção fiscal para igrejas pode estar próximo; entenda o motivo

Os deputados Federais começaram o ano de 2017 com um objetivo: reavaliar isenções tributárias que esvaziaram os cofres do Governo, isenções que representam um terço do rombo previsto para 2017 nas contas do INSS.

As isenções que são garantidas por lei para produtores rurais, pequenos empresários, indústrias e entidades filantrópicas devem ultrapassar uma renúncia de R$62 bilhões em contribuições, valor este que ajudaria e muito a financiar a Previdência.

As igrejas e instituições de ensino religiosas também estão na lista de isenções e serão um dos principais alvos dos deputados. Há rumores de mudança também para os clubes de futebol. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse em um discurso que se nada for feito, a Previdência “quebrará” em 2024 e é um defensor da discussão sobre as isenções. 

Repercussão

O deputado João Campos (PRB-GO), coordenador da bancada evangélica da Câmara, disse que se a medida for aplicada “será um retrocesso para a sociedade, pois a isenção não é um benefício, e sim uma contrapartida por tudo que as entidades filantrópicas realizam no lugar do Estado”. 

Na sua opinião, igreja deve pagar impostos? Deixe seu comentário.

Leia Também

Nellysson Silva

Sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: [email protected]

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.