NOTÍCIASPolicial

Rebelião em presídio de Manaus deixa 60 mortos e vários feridos

Sessenta mortes foi o resultado contabilizado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária em uma das maiores rebeliões do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus. A penitenciária que abrigava o triplo de presos para a qual foi projetada, abrigava 1.224 detentos segundo um levantamento feito no dia 30 de dezembro de 2016, sendo que, sua capacidade máxima era de 454 vagas e estava excedida em 170%.

Entre os mortos estavam integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), e detentos que foram condenados por estupros. A facção Família do Norte (FDN), teria comandado a rebelião.

Esta quantidade de presos mostra bem a realidade do sistema carcerário do estado. O número de encarcerados no Amazonas estava em um total de 10.356 detentos, segundo o levantamento, número que excede em 190% da capacidade total suportada em todos os presídios.

Foram registrados pelo estado em um período de 24 horas, um total de três rebeliões. O senhor Alexandre de Moraes, ministro da justiça, realizou uma viajem para o Amazonas para fazer uma reunião com o diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Marco Antonio Severo, e o senhor José Melo de Oliveira, governador.

Leia Também

Atila Da Silva

Olá, muito prazer! Sou redator da 1News com muito orgulho! Escrevo sobre diversos temas como: TV&Famosos, Esporte, Música, Séries, Política, Filmes e atualidades.rnQuer entrar em contato comigo? Você poderá fazê-lo através do e-mail: [email protected] Terei a maior satisfação em responder. Seja bem vindo a minha página na 1News e não se esqueça de compartilhar nossos artigos. Desde já, muito obrigado!

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.