NOTÍCIASPolicial

Chacina em Campinas: sobrevivente se fingiu de morto para escapar dos tiros

 

Chacina em Campinas termina com 12 pessoas mortas, entre elas uma criança de 8 anos, filho do atirador. O ano de 2017 começou devastador para familiares das vítimas da chacina que ocorreu em Campinas, São Paulo, e chocou o país. O crime aconteceu em uma festa particular e a polícia investiga as motivações do atirador. Um dos sobreviventes teve que se fingir de morto para escapar dos tiros após ser alvejado uma vez.

A irmã do feridos contou que ele se fingiu de morto após ser baleado para conseguir sobreviver. O homem que não teve seu nome divulgado tem quadro estável após passar por uma cirurgia. O sobrevivente de 44 anos teve o intestino perfurado e levou um tiro no joelho.

Chacina em Campinas

O atirador Sidnei Ramis de Araujo, de 46 anos, pulou o muro de uma casa onde sua ex-mulher e seu filho comemoravam a chegada de 2017, e disparou vários tiros na direção dos convidados. Entre os mortos estão familiares e amigos de Isamara Filier, ex-mulher do atirador. A maioria das vítimas são mulheres.

Sidnei e Isamara Filier brigavam na Justiça pela guarda da criança, e para a polícia este pode ter sido o principal motivo da chacina. Sidnei se matou logo após atirar no rosto do filho, última vítima a perder a vida. O crime foi planejado e Sidnei Ramis de Araujo escreveu uma carta contando como planejava acabar com a vida de Isamara e de seus familiares.




Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.