NOTÍCIASPolítica

Shows de Roberto Carlos, Ana Carolina e Lulu Santos foram pagos com dinheiro desviado da Lei Rouanet

Deflagrada nesta quinta-feira, a segunda fase da Operação Boca Livre mira em patrocinadoras de eventos que saquearam dinheiro da Lei Rouanet. A operação teve início no dia 29 de junho, e seu alvo principal foi o Grupo Bellini Cultural.

Segundo apurações da Polícia Federal, o grupo Bellini fraudava a Lei Rouanet desde 2001. Após propor projetos culturais junto ao MinC, a autorização para captação de recursos era aprovada e então eles procuravam a iniciativa privada para dar sequência no ato criminoso. A PF descreve Antonio Carlos Bellini Amorim e sua esposa Tânia Regina Guertas, ambos donos da Bellini como sendo os “cabeças” da organização criminosa.

As fraudes, então, ocorriam de diversas maneiras, como a inexecução de projetos, superfaturamento, apresentação de notas fiscais relativas a serviços/produtos fictícios, projetos simulados e duplicados, além da promoção de contrapartidas ilícitas às incentivadoras.

Entre os investigados estão o Banco Bradesco, Volvo, Volkswagen, Arno e Perdigão. De acordo com investigações da Polícia Federal, as empresas citadas destinaram recursos incentivados pela lei para promover eventos particulares, restrito ao seus convidados. Boa parte dos projetos que receberam autorização do MinC para captar recursos tinha valor muito aquém do que o efetivamente prestado em notas fiscais. Já as empresas patrocinadoras ganhavam duplamente: com a dedução fiscal e com eventuais contrapartidas oferecidas pelo grupo Bellini.

Estima-se que o desvio chega na casa do R$25 milhões. Além de Roberto Carlos, Ana Carolina e Lulu Santos, também foram pagos cachês com dinheiro desviado para Zizi Possi, Ed Motta, Adriana Calcanhoto, João Bosco e até o maestro João Carlos Martins.

Leia Também

Nellysson Silva

Sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: nellysson@1news.com.br

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.