Aplicações de visto estrangeiro no mercado de trabalho brasileiro registra queda em 2015

Brasil recebeu 37% de pedidos de vistos de trabalho para estrangeiros em 2015. Em comparação ao ano anterior, os vistos concedidos caíram em 21%.

http://www.jj.com.br/noticias-33524-confira-as-vagas-de-emprego-do-pat-para-esta-sexta-(29)
Compartilhar

Entre 2014 e 2015, o Brasil recebeu 10.000 pedidos a menos de vistos de trabalho estrangeiro de profissionais com formação universitária. Se os pedidos de visto caíram, o governo também não autorizou tantos. A alocação de vistos de trabalho do Brasil também caiu cerca de 21%. Em 2015, o Brasil autorizou cerca de 36.868 vistos profissionais, no ano anterior o registro de vistos foi de 46.740.

Dos profissionais estrangeiros que se mudaram para o Brasil, metade escolheu se mudar para o estado do Rio de Janeiro. Para a imprensa brasileira, o Ministério do Trabalho reconheceu o "declínio natural que acompanha o clima econômico em que estamos atualmente".

A partir de 2011, o Brasil viu crescer o número de profissionais estrangeiros que entraram no país. Especialmente com a América do Norte e a Europa enfrentando turbulências econômicas e requisitos rigorosos de imigração, o Brasil parecia mais promissor do que nunca.

Nos três anos entre 2009 e 2012, o Brasil emitiu 242.466 vistos de trabalho. Profissionais altamente qualificados compõem 228.468 deles. A notícia de que o Brasil iria sediar a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 mantinha os profissionais e investidores estrangeiros de olho no país.

No entanto, 2014 trouxe turbulência política e uma crise econômica implacável. As empresas estrangeiras investiram menos no Brasil, enviando menos profissionais estrangeiros. O mercado de trabalho brasileiro acabou enfrentando uma escassez de 570.000 trabalhadores em diversos setores de serviços. Respondendo às demandas da indústria, o Brasil simplificou suas exigências de visto para atrair mais profissionais estrangeiros.

No momento, os estrangeiros podem solicitar vistos de trabalhos temporários ou permanentes. Os candidatos apenas precisam fornecer três documentos principais. Os estrangeiros que prestam assistência técnica a empresas brasileiras podem até mesmo enviar suas solicitações diretamente ao Consulado mais próximo, ao invés de ter que passar pelo Ministério do Trabalho do Brasil. 

Além disso, os estudantes de pós-graduação podem trabalhar até 90 dias no Brasil durante suas férias escolares. Enquanto os estudantes de pós-graduação precisariam de autorização do Ministério do Trabalho, esta cláusula incentiva os estudantes estrangeiros a preencher empregos temporários altamente qualificados. Com toda a burocracia envolvida, pode demorar entre trinta dias e três meses para emissão de um visto de trabalho.

 

 

 

Leia Também


Comentários


VENHA FAZER PARTE DO
1NEWS BRASIL

O Portal 1News Brasil é a primeira plataforma
de jornalismo independente 100% brasileira.

Alcance milhares de leitores com artigos relevantes
Ganhe dinheiro com os acessos em seu artigo
Utilize suas redes sociais para divulgar seus artigos
e faturar cada vez mais

Cadastre-se e Comece a Ganhar



Entrar Fechar

Esqueceu a senha?