EconomiaNOTÍCIAS

Nubank ameaça fechar as portas com nova regra do Banco Central, entenda

Uma das principais operadoras de cartão de crédito do Brasil, a Nubank, poderá acabar com sua operação no Brasil caso o Banco Central confirme nesta terça-feira, 20/12, uma nova regra que mudaria de forma drástica o prazo de pagamento das empresas de cartão de crédito para os comerciantes no país. A medida afetará todas as administradoras de cartão, mas principalmente as menores, já que possuem um menor capital em relação aos grandes bancos. 

O Banco Central reduzir de 30 dias para 2 dias o prazo do repasse de pagamentos das operadoras ao lojistas. Atualmente, os lojistas brasileiros levam 30 dias para receber das emissoras de cartão de crédito, prazo bem maior do que nos EUA, onde esse período é de apenas dois dias.

“Atualmente, um cliente que usa o cartão pagará a fatura, em média, 26 dias depois. Assim, o Nubank, como emissor, receberá o dinheiro apenas após este prazo. Com o dinheiro, pagamos o adquirente (operador do cartão), que leva mais dois ou três dias para pagar o varejista. Isso dá o prazo de 30 dias”, afirma Cristina Junqueira, cofundadora do Nubank. 

Se a mudança for oficialmente aprovada por Michel Temer, o Nubank teria de pagar o lojista antes mesmo do cliente pagar a fatura, e isso tornaria insustentável a operação no Brasil. “Nós já fizemos algumas simulações. Com dois dias é apagar a luz e fechar a porta. Com 15 dias, a gente precisaria de quase R$ 1 bilhão de capital adicional do dia para a noite”, decreta.

O assunto já se tornou um dos mais comentados no Twitter. Veja:

Leia Também

Nellysson Silva

Sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: [email protected]

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.