ESPORTESFutebol Internacional

Clubes da Argentina podem pedir adiamento da Libertadores

Por conta da greve que assolou o futebol argentino no início do ano por quase três meses, os clubes argentinos classificados para as oitavas de final da Libertadores, vão entrar em conjunto com uma solicitação na Conmebol até o fim desta semana pedindo o adiamento da rodada das oitavas de final para agosto. San Lorenzo, River Plate, Lanús e Godoy Cruz concordam que há a necessidade do adiamento por conta de seu calendário ter sido bastante comprometido pela greve.

Na Argentina, segue-se o calendário europeu onde a competição nacional atravessa o ano. Após a 14ª rodada, em 19 de dezembro de 2016, o campeonato foi paralisado para as festas de fim de ano, mas no caso não retornou após o período uma vez que vários jogadores com dinheiro a receber cruzaram os braços e iniciaram as paralisações do campeonato, que acabou só retornando em 9 de março deste ano. Com a última rodada prevista para 27 de maio, e por lei, depois disto os atletas tem direito a 30 dias de férias, resultando no problema, uma vez que as primeiras rodadas das oitavas de final estão previstas para iniciar em 7 de junho.

Até o momento a Conmebol não se posicionou sobre o assunto. O calendário oficial só apresenta uma única rodada para agosto, justamente os jogos de volta das oitavas de final, o que deixaria inviável uma mudança tão grande nas datas dos jogos.

No Brasil, o Atlético Paranaense tem grande interesse nas alterações das datas, tudo se deve ao fato de que ao se classificar em 2° lugar em seu grupo, obrigatoriamente terá que fazer o primeiro jogo no estádio da Arena da baixada, mas ocorre que o estádio está alugado neste período para a Federação Internacional de Vôlei onde irá ocorrer a fase final da Liga Mundial.

Caso as mudanças não sejam aceitas, caberá a equipe atleticana buscar um acordo com Coritiba ou Paraná Clube para alugar um de seus estádios e evitar que sua partida seja realizada longe de Curitiba e de sua torcida.

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.