Impeachment não melhorou economia, aponta 'The Wall Street Journal'

A prolongada recessão brasileira se aprofundou no terceiro trimestre em meio a um turbilhão político que desencorajou empresas endividadas de investir

Por: Nellysson Silva 04/12/2016 - 19:03
Reprodução: UOL

A manutenção da recessão e o encolhimento do PIB brasileiro pela sétima vez acabaram com a esperança do atual governo em aumentar a confiança juntos aos mercados. A esperança estava no impeachment, o que não colaborou com a recuperação da economia, de acordo com a avaliação da mídia internacional.

"A prolongada recessão brasileira se aprofundou no terceiro trimestre em meio a um turbilhão político que desencorajou empresas endividadas de investir e consumidores de gastar, enquanto a esperança de sinais de recuperação não apareceram'', diz reportagem publicada no jornal de economia ''Wall Street Journal''.

A mesma avaliação também foi noticiada na revista "Bussiness Insider", reportagem feita pela agência de notícias Reuters. ''O desempenho econômico frustrante desde que o presidente Michel Temer assumiu no lugar de Dilma Rousseff, em maio, fez com que economistas e representantes do governo reduzissem a previsão de crescimento em 2017 para cerca de 1%, apesar de alguns analistas não rejeitarem a possibilidade de um terceiro ano de recessão, no que seria a pior de todos os tempos'', diz.

Nellysson Silva

Redator e sócio-fundador do portal 1News Brasil. Quer falar comigo? Fique à vontade: [email protected]

Leia Também

Comentários


VENHA FAZER PARTE DO
1NEWS BRASIL

O Portal 1News Brasil é a primeira plataforma
de jornalismo independente 100% brasileira.

Alcance milhares de leitores com artigos relevantes
Ganhe dinheiro com os acessos em seu artigo
Utilize suas redes sociais para divulgar seus artigos
e faturar cada vez mais

Cadastre-se e Comece a Ganhar



Entrar Fechar

Esqueceu a senha?