Movimento “desigrejado” ganha força e planeja investir em projeto que irá impactar o país

Movimento desigrejado, para quem não sabe, é um conjunto de pessoas que deixaram de frequentar denominações religiosas e estão buscando o verdadeiro evangelho, livre da interpretação de homens, que se dizem ungidos ou escolhidos.

Eles afirmam que o termo “desigrejado” foi dado pelos irmãos que ainda congregam em templos, mas que isso não existe, pois eles são a igreja, ou seja, o corpo de Cristo.

O movimento cresceu muito no Brasil, e eles estão se unindo cada vez mais e ganhando força nas redes sociais para compartilhar suas experiências e estudos bíblicos que vão contra o que é pregado nas igrejas, principalmente as evangélicas.

O grupo tem se unido para investir em um projeto de desconstrução de pensamentos criados pelas pessoas dentro dos templos religiosos, que estão longe de ser evangelho de Jesus. Um dos grandes temas do projeto é acabar com a ideia de que se deve dar dízimo para pastor em dinheiro, pois de acordo com eles, Jesus nunca instituiu cobrança de dízimos, muito menos em dinheiro todos mês.

Eles pedem encarecidamente que leiam capítulo 14 do livro de Deuteronômio e veja que o dízimo, no Antigo Testamento da Bíblia Sagrada, era em alimentos para necessitados. A oferta, descrita no Novo Testamento, também era para ajudar pessoas menos favorecidas e em situações difíceis, coisa que não acontecem nas igrejas.

Esse assunto, para eles, é de grande importância, pois o dinheiro entregue nas igrejas acabam financiando construções de templos que não acolhem ninguém, deixam os pastores abastados e os irmãos cada vez mais pobres.

 

 

Leia Também

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.