EconomiaNOTÍCIAS

‘Esse cara é louco, ele é maluco’, diz ex-ministro da Cultura sobre Geddel

Neste sábado (19), o ex-detentor da pasta da Cultura Marcelo Calero, concedeu uma entrevista em que esclareceu o principal motivo que o levou a pedir demissão do cargo de Ministro da Cultura, do governo Temer. Calero alegou que o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Viera Lima, foi o único e exclusivo responsável pela sua abdicação ao cargo.

Conforme publicação do site “wp1newsbr_postssaominuto”, o ex-ministro deixou claro que não suportava mais ser pressionado por Geddel, que segundo ele, o ministro braço direito de Temer, exigiu por diversas vezes que fosse liberado o alvará para a “construção de um empreendimento imobiliário em Salvador”.

Calero revelou que a conduta de Geddel foi praticamente mais um de seus atos provocativo, ou seja, sem noção da realidade. Afirmou ainda que se trata de um “descolamento da realidade”, afirmando que “Esse cara é louco, esse cara é maluco”, indignado, tanto que requereu a Temer a sua demissão, no entanto, exclamou: “Parece que muitas vezes essa classe”, mencionando implicitamente Geddel, continuou: “tem um descolamento totalmente alheia à situação das pessoas”, concluiu o ex-ministro.

Marcelo chamou a atitude de “pressão política”, associando a um caso típico de “corrupção”. Sem receio, Calero disse estar de “cabeça erguida”, argumentando que sua gestão foi transparente enquanto durou e desde o início, não aceitou nenhum desvio sequer em sua missão. Sendo assim, jamais participaria de uma tramoia como essa, justificando a sua saída.

 Por fim, o ex-ministro agradeceu a toda equipe do IPHAN (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pelo apoio, no período em que ficou a frente do Ministério da Cultura. 

Leia Também

Roberta Macry

\\\"Fazer jornalismo é ter a certeza de que não existe assunto esgotado.\\\" Geneton Moraes Neto.

ARTIGOS RELACIONADOS

error: Conteúdo Protegido!

AdBlock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios.